Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

a economia de mentir

11.12.10

 

 

O fio do horizonte de Eduardo Prado Coelho era o ponto de partida diário para a edição impressa do Público; outros tempos. Resisto e mantenho o inigualável prazer da leitura do jornal numa esplanada. Só que cada vez há menos tempo e não são raros os dias que chegam ao fim com o jornal imaculado. Já não o compro todos os dias e para não obliterar o hábito ainda não assinei a edição online; a edição ipad aguça a tentação.

 

Mudei o ponto de partida. Miguel Esteves Cardoso, o MEC, é o escolhido. Hoje foi assim:

 

"É pena que mentir seja visto apenas moral ou ludicamente. Se mentir é feio ou bonito, se faz sofrer ou dá prazer: são questões que não dão o devido respeito à mentira.

É fácil identificar as situações em que sempre se mente - para bem de toda a gente, a começar pelo do mentiroso. Tem graça como aquelas em que se deve mentir e aquelas em que nos dá jeito mentir tendem a coincidir quase sempre. As mentiras não se devem confessar, porque deixam de funcionar. Mas é impossível defendê-las sem declará-las. Confessarei só uma, que pratico desde que tirei a carta de condução.

A situação é sempre a mesma. Um português, amigo ou não, fala de um sítio que é importante para ele. Menciona um lugar que tanto ama ou abomina e não descansa enquanto não nos indicar exactamente onde fica. Sem que perguntemos onde é, adianta-se, violando.nos, com a pergunta: "Sabes onde é?" Obriga-nos a responder que não. E depois começa: "Sabes onde é a Adega do Batata?"

Nós, na nossa ainda honesta inocência, dizemos que não. Sem respeito nem paciência - com desprezo até - vem a réplica, invocando um lugar que presumivelmente toda a gente tem obrigação de conhecer.

Em Lisboa, por exemplo, perguntam muito: "Sabes onde são os Cabos de Ávila?" É aí que eu minto há 40 anos. Digo que sim, para acabar com a conversa. Mas não sei. E orgulho-me de um dia morrer sem fazer ideia (ou desejar saber) onde são os Cabos de Ávila.

Mentir é poupar tempo. É um investimento."

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.