Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

sentença divina

08.12.10

 

 

No âmbito da falência em curso, as horas curriculares que preenchem os horários dos professores vão sofrendo cortes draconianos.

 

Não é por epifania que se toma a decisão de x horas curriculares para uma disciplina escolar. A coisa começa e, com o tempo e com a evolução do conhecimento, as alterações vão-se sucedendo.

 

O que acontece neste momento em Portugal é que o divino ocupa o espaço entre a poupança financeira e os amendoins. Cortes na carga curricular da escola pública são combates ao despesismo. Manutenção do número de deputados, das mordomias ilimitadas da traquitana do estado, do número de autarquias (quase todas dirigidas por acumuladores pensionistas), do número de empresas municipais, das solicitações a escritórios de advogados e do recurso do estado a outsourcing, são compostos de amendoins. E podíamos ficar o feriado todo a retirar frutos da Arachis hypogaea.

 

Não haja dúvida: só podíamos falir. Que alguém reze para que o povo se mantenha sereno.

5 comentários

Comentar post