Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

política de transportes na educação

23.06.10

 

 

 

Aparece-me várias vezes na superfície da memória a frase de Gonçalo M. Tavares (um escritor que nunca me canso de admirar):

"A politica parece cada vez mais uma administração de palavras e não de coisas. Não se trata já de transportar pesos, de “deslocar” acontecimentos de um lado para outro, trata-se antes, e primeiro, de um transporte de vocábulos".


E que vocábulos?

Consideremos quatro: simples, complicado, fácil e difícil. É voz corrente que simples é sinónimo de fácil e que complicado é sinónimo de difícil.
A experiência portuguesa no sistema escolar diz-nos: as soluções complicadas são fáceis de encontrar e é muito difícil achar uma solução simples.

A elaboração de uma solução simples só está ao alcance de muito trabalho e de muito estudo; difícil, portanto.
Por outro lado, e pela lógica mais elementar, é fácil complicar nem que seja pelo raciocínio de que ao mega-agrupar escolas se está a reduzir a despesa.
Tenho ideia que se deslocará problemas de uns sítios para outros.

9 comentários

Comentar post