Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

penalização

05.10.10

 

 

 

 

 

Nos últimos anos, reformaram-se cerca de 20% dos professores da Escola Básica Integrada de Santo Onofre (Escola sede do Agrupamento de Escolas de Santo Onofre em Caldas da Rainha). Uma grande parte deixou a actividade com penalização financeira e em estado de desânimo.

 

Em 2005, a República Portuguesa elegeu um grupo de políticos que verbalizou ódio aos professores do seu país. O que mais surpreendeu, é que esse comprovado rancor recebeu o acolhimento da maioria dos republicanos.

 

Uns poucos milhares de professores iniciaram um processo de luta que se veio a reconhecer como um grande exemplo de cidadania.

 

O ritmo da fuga à profissão foi tão elevado que muitas das merecidas comemorações não se realizaram. Aquilo que em tempos era motivo de alguma tristeza, passou a ser um mote para a liberdade. A imagem que escolhi retrata o momento de liberdade - o último em que participei - de Artur Manuel Matos Marques, um professor que se comprometeu de corpo e alma com a sua profissão.

 

Como tenho por aqui uma base de dados com o histórico de professores da instituição, é possível publicar uma lista com alguns desses nomes. Uma homenagem.

 

Agostinho Januário Caetano, Alice da Conceição Braz, Artur Manuel de Matos Marques, Delfim Marques Azevedo, Glória Maria Fidalgo de Carvalho, Graciete Fernandes Canário Canhoto, Hermínio Lopes Machado, Isabel Maria Amado Estrela, Isabel Maria Carvalho Fialho Brás, Isabel Maria Sousa e Silva, Maria da Natividade A. Mendes Cortez, Maria da Natividade Lopes Mendes, Maria do Rosário Barbosa, Maria do Livramento Machado Amaro, Maria dos Santos Marcos Pereira Cruz, Maria Fernanda Fernandes Machado, Maria Hermínia Almeida Rebelo, Maria Isabel Ferreira Fialho, Maria Manuela F. Gonçalves, Otília Maria Antunes Pantoja e Pedro Pereira Pacheco.

9 comentários

Comentar post