Em busca do pensamento livre.
Terça-feira, 21 de Março de 2006
sonsdobairro3.jpg A noite de 4 de Março de 2006, sábado, na cidade de Caldas da Rainha, foi invernosa: chovia a cântaros. Convidava-me a ficar em casa. Mas estava destinado a assistir a um excelente espectáculo musical, na única sala que, na cidade, se destina para o efeito: o anfiteatro dos “Pimpões”, colectividade muito respeitada nesta cidade. A colectividade faz o que pode, mas, francamente, os “Sons do Bairro” mereciam outro palco. Enfim, o costume. A lotação esgotou, a energia falhou duas vezes - mas os músicos mantiveram-se no seu amor muito profissional -, e o final foi de uma autenticidade apoteótica. Já os tinha ouvido, e visto, em dois espectáculos: numa belíssima homenagem a José Afonso e numa exigente recolha de música popular brasileira. Os Sons do Bairro não fazem cedências. Desta vez deixaram-me ainda mais preenchido: montaram um espectáculo com música popular portuguesa. No folheto de apresentação dizem o seguinte: “coisa curiosa é esta de um País com um dos mais ricos legados tradicionais da música popular europeia, andar a par com um défice crónico de educação musical (e do resto também, mas enfim...)”. Meu caro leitor: agarraram em temas difíceis - - tradicionais de trás-os-montes: monolo mio, molinera, bento airoso e faixinha verde; - romanceiro popular da beira baixa: conde de alemanha e moda do entrudo; - tradicional do minho: a roupa do marinheiro; - populares portuguesas: nau catrineta (fausto), rosalinda (fausto), canto do alentejo (nuno mota), ribeirinho (fernando pessoa, joão gil, josé martins), as 4 quadras soltas (sérgio godinho), sertão (charanga), prima da chula (trovante), uns vão bem e outros mal (fausto) e chula (sérgio godinho) - arranjaram-nos com uma impar sabedoria - eles dirão: muito trabalhinho - e harmonizaram dez músicos em palco (em sertão, eram doze). Com muito bom gosto e com muita competência. Os Sons do bairro têm duas boas vozes: Francisco Carrilho - voz e guitarra, que encheu-me as medidas em canto do alentejo, com um registo bem adequado à sua voz, pareceu-me - e Liliana Almeida. Do elenco, constam os excelentes músicos: António João Freitas (bateria), António José Xavier (flauta, gaita de foles e percurssões), Fernando Lopes (guitarra eléctrica), João Manuel (baixo eléctrico e contrabaixo), José António Lopes (sax soprano e tenor), José Carlos Lopes (voz, guitarra, viola braguesa e bandolim) e Luís Agostinho (piano e acordeâo). Desta vez, convidaram Manuel Jorge Alves (piano e acordeão) e Carlos Silva (baixo). É só imaginar o que pode sair daqui. Os Sons do Bairro têm, ao que julgo saber, a sua génese no excelente grupo caldense de música popular portuguesa: Charanga. A ver e a rever. Paulo Guilherme Trilho Prudêncio.

tags:

publicado por paulo prudêncio às 18:26 | link do post | comentar | partilhar

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
A sério?! Obrigado.
É um óptimo sinal.
tanto pode ser América como Portugal...
Já agora, que tal implementar esta lei na carreira...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

bartoon

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676