Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

práticas pedagógicas

15.03.10

 

 

 

Foi daqui

 

 

 

Se ler a notícia, que encontra aqui, até ao fim vai confrontar-se com a opinião de alguns dos nossos investigadores em aprendizagem (dá ideia que detestam que alguém lhes diga que devem falar de ensino e que volta e meia deveriam passar pelas tais salas de aula que dizem conhecer muito bem) que remetem para as insuficiências da prática pedagógica as razões principais para o absentismo dos alunos. Nem uma linha sobre as falhas da sociedade ou sequer a propósito das faltas de educação e de respeito que originam a maioria dos casos de indisciplina ou de bullying. É de bradar aos céus.

 

Lembro-me de certa vez em que um professor português explicava com evidente orgulho aos seus colegas gestores escolares do resto da europa o sistema de informação da sua escola que, entre tantas outras valências, permitia a actualização do mapa de faltas dos alunos do website escolar em tempo real, quando se confrontou com a incompreensão dos seus colegas mais do norte. Não percebiam o conceito nem a ideia. Concluiu-se: nos seus países, ricos e sem analfabetismo desde o século XVIII, os alunos não sabem, nem lhes passa pela cabeça, o que é isso de faltar sem justificação.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.