Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

um comentário que deve ser lido

04.03.10

 

 

Neste excelente post do Paulo Guinote, aqui, encontrei um comentário assinado com o nick manyfaces que deve ser lido com toda a atenção.

 

"Eu tive uma experiência recente como voluntário numa escola da Amadora e fiquei aterrado. Miudos a serem agredidos no corredor com o auxiliar a fingir que não vê… a Professora ao meu lado a olhar em frente. Pior do que isso, o ambiente de medo na própria sala de aula. Pareceu-me que o objectivo central da Professora era chegar viva ao fim do dia. A experiêcia de estar em pé em frente a uma turma e de não ser ouvido, ser olimpicamente ignorado, marcou-me. Se isto foi a escola inclusiva que criámos, pois então que venha a escola exclusiva… e depressa. Eu troco já. Que se devolva a autoridade à escola, a capacidade de excluir quem tem de ser excluido, a capacidade de distinguir entre um caso de disciplina e um de polícia. Na turma à minha frente havia talvez 4/5 miudos verdadeiramente interessados, completamente engolidos pelos restantes 20… Humilhados quando faziam uma pergunta interessante, enxovalhados quando mostravam vontade de ir ao quadro escrever sobre as “pessoas que eu admiro no meu bairro”. Naquele momento, com o poder na minha mão, eu excluiria de boa vontade. Sem hesitação nem remorso. Para salvar aqueles 5 eu excluiria os outros. Se isso choca alguém lamento… Mas lamento ainda mais que não seja dado esse poder a quem está em frente a uma turma. Porque não me esqueço do medo que senti nos olhos da Professora ao meu lado.
Citando o camarada Medina:
“No princípio está a disciplina”… e sem isso não pode haver mais nada. Nem na escola nem na vida."

6 comentários

Comentar post