Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

nomear

16.11.09

 

 

Foi daqui.

 

 

 

O governo parece muito preocupado com as escolas e com os professores que aderiram ao inexequível modelo de avaliação - a sua queda e substituição é comprovada e consensual - e que o efectivaram em seis meses e nas condições que se conhece. Argumentam que esses aderentes tiveram uma carga de trabalho elevada e que não podem ser defraudados.

 

Quem for bem intencionado, e estiver informado, sabe que não é assim. São os próprios relatórios do ME que falam em medo e mais outras coisas de bradar. Também se conhece a atmosfera de fingimento e de farsa que vigorou e vigora, para já não falar dos conhecidos oportunismos que tanto nos envergonham como classe profissional. E ao que se sabe, os inúmeros porta-folhas não atestam da qualidade profissional de quem quer que seja.

 

Mas se quisermos raciocinar nas categorias cínicas que Maquiavel advogava, podemos dizer que o governo do partido socialista está com medo de perder mais professores: os que foram indefectíveis das suas políticas e os que movem os valores de acordo com as circunstâncias. Não se esqueçam que o calendário eleitoral é uma incógnita. E desculpem-me a franqueza e a veia fracturante que se apoderou de mim nos últimos tempos. São os limites da paciência.

5 comentários

Comentar post