Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

vergonha e ponto final

11.11.09

 

 

Foi daqui

 

 

 

Há, ou pelo menos houve, professores com medo nas escolas portuguesas. E não é receio por ter de se entrar numa sala de aula; isso existe, sabemos que sim. O que quero evidenciar é o medo do ambiente de cortar à faca que se instalou. Medo de se ser perseguido numa atmosfera insidiosa, em muitos casos do tipo pró-fascista (não tenhamos medo de usar as palavras fortes), que caracterizou o ambiente insuportável que recebeu a anuência de alguns dos diplomas legais que o ME produziu nos últimos quatro anos. Que ninguém tenha dúvidas disto. Aquela gente gordurosa, com espírito tiranete e que pulula nas sociedades, recebeu uma verdadeira licença de condução.

 

Quando, no ano lectivo passado, alguém questionou um dos secretários de estado em plena Assembleia sobre este assunto, recordo que a irónica e insensível resposta foi: "coitadinhos dos professores".

 

Leia então a notícia que se segue e veja como um dos actuais secretários de estado caracteriza o ambiente que se vivia, e que se vive ainda, em algumas escolas portuguesas. Uma vergonha e ponto final.

 

Modelo de avaliação suscitou críticas ao actual secretário de Estado

 

"O actual processo de avaliação dos docentes criou, nas escolas, um clima de perturbação, tensão e até de medo. A constatação consta de um relatório concluído em Junho pelo Conselho Científico para a Avaliação dos Professores (CCAP), cujo presidente, Alexandre Ventura, é agora um dos secretários de Estado da nova ministra da Educação, Isabel Alçada.(...)"

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.