Em busca do pensamento livre.
Quinta-feira, 4 de Maio de 2006





Eram quase 22h00, tinha o televisor ligado na sic notícias e esperava pelo jornal da noite. Sem grande entusiasmo, diga-se. Por vezes, dou apenas com o fim do noticiário.

Estava a ler um livro de Michael Fullan, de que darei nota um dia destes, quando ouço o jornalista Mário Crespo - uma belíssima voz - ler uma biografia de Karl Marx: levanto os olhos e dou com o boletim meteorológico no televisor; a sério, enquanto passavam as imagens do tempo, Mário Crespo deliciava-se a ler uma biografia; não sei se é assim todos os dias, mas achei interessante o boletim do dia 4 de Maio, com todo o respeito pelos profissionais da meteorologia.

A propósito, fui a um "site" especializado em biografias e reescrevi:

Cientista social, economista e revolucionário socialista, o alemão Karl Heinrich Marx, nasceu em 5 de Maio de 1818. Estudou Filosofia, Direito e História nas Universidades de Bona e de Berlim. Idealizou uma sociedade justa e equilibrada no que à distribuição da riqueza se refere.

O filósofo alemão foi obrigado a sair da maior parte dos países europeus devido ao extremismo dos seus ideais. Em associação com radicais franceses e alemães, no agitado período de 1840, levantou a bandeira do comunismo e atacou o sistema capitalista. Para este economista, o capitalismo era o principal responsável pela desorientação humana. Defendia a tese de que a classe trabalhadora deveria unir-se com o propósito de derrubar os capitalistas e erradicar as características impróprias deste sistema. Designava o capitalismo como o maior responsável pelas crises e pelas grandes diferenças sociais.

Participou em organizações clandestinas ao lado de operários exilados. Escreveu o Capital, obra publicada em 1867, que tem como tema principal a economia: estudou a acumulação de capital, referindo, nomeadamente, que o seu excedente, originado pelos trabalhadores, acabava sempre nas mãos dos capitalistas: "estes vão ficando cada vez mais ricos à custa do empobrecimento do proletariado" - defendia com veemência. Com a colaboração de Engels, Marx escreveu também o Manifesto Comunista.

Faleceu em Londres, em 14 de Março de 1883, deixando muitos continuadores. Lenine foi um deles. Utilizou as teses marxistas para sustentar o comunismo soviético, que, sob a sua liderança, foi renomeado como marxismo-leninismo. Muitos marxistas discordaram dos caminhos escolhidos pelo líder russo.

Ainda hoje, as ideias marxistas influenciam muitos historiadores e cientistas sociais que, independente de aceitarem ou não as teorias do pensador alemão, concordam com a ideia de que para se compreender uma sociedade deve entender-se, em primeiro lugar, as suas relações de produção.

Karl Marx, que era proveniente de uma família abastada, morreu na miséria material e no seu funeral estiveram apenas 11 pessoas.


Paulo Guilherme Trilho Prudêncio.

tags:

publicado por paulo prudêncio às 22:54 | link do post | comentar | partilhar

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Muito bom.
https://blog-da-anal.blogspot.com/
Depois há coisas destas...https://www.blogger.com/...
É um tema que exige muitos caracteres. Darei a min...
Ora nem mais. Mas refiro-me apenas à audição de pr...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

bartoon

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676