Em busca do pensamento livre.
Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2008
guerrafria.jpg



Estávamos em plena guerra fria - nunca percebi o nome de fria, a não ser que tenha sido pela incapacidade de aquecer o coração dos beligerantes do "topo" -. As grandes potências usavam, até à exaustão, as suas armas de propaganda: e nada melhor que a arte para iluminar as vontades indecisas.

O corpo, com as suas múltiplas acções e representações, foi elevado muito para além dos limites conhecidos. Aguardavam-se os momentos da realização dos Jogos Olímpicos, como se de uma feira de material bélico se tratasse.

Contavam-se as medalhas ganhas como quem confere as mais polidas e ofuscantes das cruzes de guerra. Eram necessários anos a fio para que os resultados atingissem os incrédulos e alimentassem os crédulos; e não havia tempo a perder. Duas décadas, no mínimo, para que cada "Fábrica do Corpo Humano" desempenhasse o seu papel estratégico.

Encontrou-se, como não podia deixar de ser, uma táctica de efeito cirúrgico: adiantou-se o tempo. Aparecerem génios, ainda quase de fraldas e com o peluche em vez da bandeira, a fazerem o serviço patriótico. Foi uma louca corrida ao ouro. Os garimpeiros de então, muniram-se dos mais sofisticados avanços científicos e tecnológicos.

Conheço a história de duas pessoas produzidas nessa maquinaria infernal. Uma ginasta dourada e um xadrezista consagrado e totalmente especializado. Ambos ensinam, na data em que esta questão se torna pública, no mesmo país, que não é o de origem de nenhum dos dois. Percebe-se. As "altas esferas" desuniram-se. Gostam muito pouco de falar do passado. Menos ainda do caminho tortuoso que os lançou para a celebridade efémera. Sabe-se que a ginasta, aos 24 anos, colecciona hérnias e problemas nos tecidos que ligam as diversas partes do corpo. O xadrezista só não tem tendinites crónicas no dedo mindinho da mão esquerda, porque, segundo consta, o seu mestre tinha-o perdido numa acidente doméstico: "Um génio à minha imagem e semelhança".

Nadia Zedong, a ginasta, nasceu de um cruzamento manipulado pelo conhecimento genético de então. Filha de um romeno, exímio na arte circense, e de uma chinesa contursionista, raptada numa digressão dos famosos circos chineses.

Anatoly Fisher Brahms, o xadrezista, foi produzido num processo mais erudito mas semelhante, em tudo, ao de Nadia. Filho do mais persistente dos xadrezistas russos e de uma alemã, bisneta do conhecido compositor Joannes Brahms. E o Fisher? Bem, necessidades da contra-informação. Era preciso seduzir vários públicos, e Fisher era uma garantia de não alinhamento.

Nadia e Anatoly ensinam, no mundo livre, numa Escola Superior de Artes do Espectáculo.



(reedição em homenagem a Bobby Ficher - reescrito)


tags:

publicado por paulo prudêncio às 09:00 | link do post | comentar | partilhar

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Muito bom.
https://blog-da-anal.blogspot.com/
Depois há coisas destas...https://www.blogger.com/...
É um tema que exige muitos caracteres. Darei a min...
Ora nem mais. Mas refiro-me apenas à audição de pr...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

bartoon

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676