Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

uma vergonha no século XXI

19.06.09

 

 

(encontrei esta imagem aqui)

 

 

Avaliação criou perturbação e medo nas escolas

 

"Mais de metade das escolas (56 por cento) acompanhadas pelo Conselho Científico para a Avaliação dos Professores reportaram clima de perturbação e tensão provocado pelo processo de avaliação de desempenho docente, enquanto outras acrescentaram “um clima geral de medo”, provocado pela tutela ou colegas.
Esta é uma das “implicações” do processo de avaliação no clima dos estabelecimentos de ensino, constante no relatório de acompanhamento e monitorização do CCAP, realizado através de visitas e estudos a 30 escolas. 
Também metade das escolas aponta os conflitos internos, nomedamente a “deterioração da relação entre colegas” ou a divisão entre avaliadores e avaliados, o que provocou situações de “animosidade”. Em vários relatórios é apontada a indignação dos professores face às decisões da tutela e em metade é referido o “desgaste” provocado pelo
processo.(...)

 

 

O Conselho Científico para a Avaliação dos Professores, nomeado pelo governo, elabora um relatório que é arrasador para o modelo em si mas também para o método escolhido para a sua aplicação nomeadamente para a a sua generalização sem qualquer teste em amostra reduzida. Óbvio. Mas o que também já todos sabíamos e que os estudos apenas confirmam, foi a deterioração da atmosfera relacional nas escolas; e isso vai levar anos a recuperar. Fala-se em medo; medo. É espantoso como a ainda ministra da Educação aparece a declarar que vai manter não sei o quê para o próximo ciclo de avaliação abandonando de alguma forma o monstro burocrático que era a primeira versão. Mas todos sabemos que isso não chega: nesta altura só há uma saída: suspensão do diploma. Ao ler o blogue do Paulo Guinote, aqui, dou com uma constatação que me fez sorrir: o senhor presidente do conselho que elaborou o relatório culpa os blogues por terem dado cabo da coisa.

 

2 comentários

Comentar post