Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

óbvio

24.05.09

 

 

(encontrei esta imagem aqui

 

 

Ora aqui está um texto cheio de coisas óbvias. Há anos que os professores repetem vezes sem conta o estado de sítio que pode ler de seguida. Tudo se resume à falta de confiança nos professores e à despótica e incompetente massa de gente que se assenhorou dos serviços centrais do ministério da Educação, transformando-os num muro de invenções técnico-pedagógicas que asfixia o ensino, as escolas e os professores. Se alguém diz aos "técnicos" que inventam os manuais de aplicadores de provas de aferição, por exemplo, que aquilo é exagerado e ridículo (e eu já o fiz), olham com ar de espanto e dizem que é por uma questão de equidade: dá ideia que para aquela gente não há mais vida para além do seu burocrático universo; mas, e também é bom sublinhar, quanto alguém levanta este tipo de objecções numa qualquer reunião sente uma sensação de isolamento tal o grau de amorfismo dos responsáveis das diversas escolas pela aplicação das ditas. São amorfismos conhecidos e que se tornam evidentes quando as coisas apertam um bocadinho.

 

Mas vamos lá ao texto que referi na primeira frase. Clique aqui.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.