Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

e querem ver que há mesmo resistentes como na história?

06.05.09

 

Tenho-o escrito com regularidade; quando refiro os professores resistentes fico sempre com a sensação que não estou bem em mim e que a coisa até vai passar e por aí adiante.

 

Mas leia as notícias que publicito de seguida e tire as suas conclusões.

 

Rosário Gama diz-se perseguida pelo PS

 

"Rosário Gama, militante socialista apoiante de Manuel Alegre e presidente do Conselho Executivo da Escola Secundária Infanta D. Maria, acusou hoje o PS de “não aceitar o contraditório, mesmo vindo do interior do partido”. E, em declarações ao PÚBLICO, apontou como “sinal” disso as questões que lhe foram colocadas por deputados socialistas sobre declarações que fez ao “Expresso” e que, denuncia, revelam “uma atitude persecutória sobre quem manifesta uma opinião contrária à do poder”.

 

Apoiante de Alegre diz-se perseguida pelo PS por causa das suas declarações

 

“(...)Recebi as questões dos deputados via Direcção Regional de Educação e tenho conhecimento de que foram enviadas também para presidentes de conselhos executivos de outras escolas que fizeram declarações aos jornais sobre a redução do número de faltas dos alunos. Mas tenho conhecimento, igualmente, de que num primeiro momento o requerimento visava apenas a minha pessoa e que só depois foi decidido alargar o envio a outras escolas, para tentar evitar que ele fosse entendido como um acto persecutório”, denunciou Rosário Gama.(...)"

 

 

Inquirições

 

"Para que conste e não importunem mais a visada, o que se segue não me foi enviado por ninguém da escola em causa. A minha palavra faz fé nesta matéria, a menos que alguém duvide. Não sou menos que deputado que falta para ir à caça e diz que a falta está justificada. Estas foram as questões enviadas a Isabel Le Gué, como consequência das suas declarações a um jornal:

a) A citação, atrás referida, atribuida pelo jornalista Pedro Sousa Tavares à Drª Isabel Le Gué foi feita correctamente?

b) Se foi, em que práticas se baseou a Presidente do Conselho Executivo dessa Escola? Existe no Regulamento interno da escola alguma indicação sobre o apagamento das faltas?

c) Se não foi, solicitou a visada um desmentido?

O erro ortográfico menor, de mera acentuação, deveria passar em claro, não fosse proveniente das altas esferas do ME."