Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

rss da educação (25)

12.04.09

 

 

(encontrei esta imagem aqui)

 

 

 

Um Ministério "iluminado"

 

Manuel António Pina, cronista do DN, pega numa coisa que anda há uns anos por aí, as crianças Índigo, mas que agora, e ao que parece, ganhou credenciais passadas pelo próprio ministério da Educação.

 

Certa vez, talvez no início do milénio, apareceu na nossa escola uma senhora que se dizia portadora dessa boa nova e que queria que fossemos pioneiros no acolhimento da ideia. Segundo os seus estudos, as crianças Índigo eram rotuladas de hiperactivas. Assegurou-me que uma criança destas, podia, num momento de descarga eléctrica, desactivar o quadro respectivo de uma qualquer habitação. E mais umas coisas de que não me lembro lá muito bem.

 

Agradecemos-lhe a gentileza, mas não: na nossa escola, não. Mas nunca mais me esqueci. Recordo-me que, e uns anos depois, uma Universidade do Porto agarrou a ideia com a mesma senhora como promotora. E a coisa até parece que andou.

 

Mas leia o ministério "iluminado" que vale bem a pena. E pode também ler outra interessante opinião sobre o assunto em Opiniões - Rui Baptista

 

 

Transparência Vs. Conflitualidade

 

 

Sei que a questão do acesso do público aos dados de avaliação de cada um dos professores já tem uns dias e que já deve ter sido bem debatida. É uma questão muito polémica e fez primeira página no jornal "Público". Seja lá como for, tomo partido pela transparência.

2 comentários

Comentar post