Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

vidinha

12.12.10

 

 

 

 

 

 

Admiro o pensador (poeta, jornalista e tradutor) brasileiro Mário Quintana. Não propriamente pela sua poesia ou actividade como jornalista, que não conheço, mas por ter traduzido o genial Marcel Proust, "Em busca do tempo perdido", edição de "Livros do Brasil". Foi aí que fiz a primeira leitura completa da obra.

 

Encontrei um poema de Mário Quintana, que ao contrário da extraordinária prosa de Proust, que contém frases longuíssimas, resume numa única frase muito do que me vai na alma em relação à difícil luta dos professores.

 

 

Vidinha.

 

"O mais triste de um passarinho engaiolado

é que ele se sente bem".

(1ª edição em 22 de Março de 2009)

8 comentários

  • O senhor do comentário em causa tem, na descrição do seu blogfantasma, uma referência aos Lusíadas. Vai daí fiz-lhe um teste: assim acerta mesmo, nem que seja à terceira
  • Sem imagem de perfil

    AM

    24.03.09

    Perdoa-lhe, porque não sabe o que escreve…

    Nestes casos o silêncio é, por vezes, mais eloquente que os discursos.

    Abraço


  • Sem imagem de perfil

    AM

    24.03.09

    Discursos pedagógicos...
  • Chateia-me se alguns dos meus alunos passa por aqui; só isso. Se a coisa se repetir, será a primeira vez que apago um comentário. Não pelo conteúdo do mesmo, mas aquele nick é de uma nível que não aprecio mesmo nada.

    Vamos ver.

    Abraço e obrigado.
  • Sem imagem de perfil

    Rui

    24.03.09

    Por mim, não apagava coisa nenhuma, apenas porque uma pérola daquelas merece todo o destaque; um comentário tão fundamentado como aquele é bem representativo do tipo de pessoa que pensa e se exprime daquela forma; por aí, bem vês, muita palavra se poupa. Tirem o cavalinho da chuva. Ninguém aqui consegue ser mais eloquente do que aquilo. E o pior de tudo é que, quanto mais frases daquelas aqui ou ali deixarem, mais se expõe a exacta medida das suas muitas insuficiências, (que, a julgar pelo nick cobardolas, envolvem tanto o interior do crânio como o interior das calças.)
  • Enfim. Mas, e apesar de tudo, fizeste-me rir.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo

    24.03.09

    é mesmo para rir...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.