Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Triste Debate

08.12.20

O Expresso repete uma imagem (de José Caria) de uma notícia de 29 de Abril de 2017 para ilustrar mais um episódio do triste debate de passa-culpas na avaliação externa de alunos do 4º ano num país com 2 milhões de pobres (500 mil crianças). O estudo, entre conclusões interessantes e óbvias, salienta: "A diferença de desempenho entre os alunos com mais recursos em casa, tanto em Portugal como na média internacional, ronda e chega a superar os 100 pontos face a quem tem poucos meios de apoio no contexto familiar."
Na imagem, Passos Coelho pede um basta a Nuno Crato. Talvez também o faça hoje. António Costa devia exigir o mesmo aos seus que participam no rol de tristezas. Nos países civilizados estes debates são técnicos e os excessos ideológicos são impossíveis. Em Abril de 2017 escrevi assim a propósito da imagem e da notícia: "Nuno Crato provou que é dado a epifanias e entra num fenomenal mês mariano (visita do Papa) com revelações que indiciam outro fenómeno preocupante tembém muito estudado. O grego classifica-o como παραληρητικές μυαλό, o chinês tradicional como 妄想心態, o latim como delusional mentis, o inglês como delírios mind e o português como mente delirante. Até Passos Coelho parece implorar para que pare com o "Passos Coelho é um herói nacional".

Captura de ecrã 2020-12-08, às 17.34.55.png

 

70 mil e uma

08.12.20

Quando escrevi que "nem tudo tem corrido bem na Europa, a começar pelo veloz marketing político(...)a pandemia estará longe do fim e é impossível esconder a ideia inicial de imunidade de grupo confessada, com desculpas aos idosos, no Reino Unido e noutras paragens.(...)" E não é que hoje, o Reino Unido, vacina a primeira pessoa e logo um mulher com 90 anos. Os sucessores da Cambridge Analytica (UK), Ltd. dirão: e já foi repetida mais de 70.000 vezes (70.001).

Captura de ecrã 2020-12-08, às 17.17.44.png