Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Imunidade de Grupo

20.10.20

(Primeira edição em 06 de Maio de 2020). Existiam muitas incertezas com as abordagens das democracias às pandemias. Mas na generalidade, e apesar de alguns governantes tresloucados, as respostas foram muito positivas. Os cidadãos voluntarizaram-se para o isolamento social. Prevaleceram, e isso foi fundamental, os discursos verdadeiros que criaram confiança. Os cidadãos rejeitaram estratagemas. Queriam a verdade. Lidaram melhor com "toda a informação". Preparam-se e atenuaram os comportamentos imaturos. Houve uma auto-regulação cidadã.

E como parece que entrámos na fase da tão discutida imunidade de grupo, "que permite que a maioria da população se torne resistente ao vírus após ter sido contagiada e depois recuperada, e que causará menor destruição económica e sofrimento humano do que confinamentos restritivos com o objectivo de conter a doença", é importante que se esclareça em detalhe a hierarquia de objectivos quando os governos decidem abrir este ou aquele serviço ou iniciar esta ou aquela actividade. É essencial manter o espírito de confiança e verdade referido no primeiro parágrafo tal o universo de incertezas que se vislumbra no horizonte.