Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

concursos de professores e a ilusão dos números

01.06.18

 

 

 

"O número de professores que requereu a reforma é o mais baixo de sempre", concluía-se novamente num debate radiofónico. A causa está identificada: idade da reforma aos 66 anos com penalizações indecorosas nas antecipações, num grupo profissional que se reformava entre os 56 e os 58 (52 no pré-escolar e 1º ciclo) com 35 anos de serviço.

Como a degradação da carreira está inamovível - contagem do tempo de serviço, componente não lectiva em modo inútil, "legislês" nas reduções por idade, mais turmas com mais alunos em horários ao minuto, hiperburocracia e horários zero -, temos os professores à beira de um ataque de nervos e não haja ilusões com o título do Público de hoje - "Há 96 mil candidaturas de professores para 3500 lugares no quadro. Número de vagas abertas para a entrada no quadro de professores está abaixo dos 3500. Mas houve 96.044 candidaturas". Basta ler com atenção e conhecer a realidade (por exemplo, um professor pode apresentar 3 ou 4 candidaturas e há milhares de professores do quadro que se candidatam para tentarem mudar de escola e nem se preocupam com as vagas declaradas) para se repetir a imagem do post: se nada se fizer, a prazo não haverá professores.

 

36892804821_9d1023e559