Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Mousse de frango com gelatina

31.08.16

 

 

 

Impressões da situação no Brasil

 

"(...)Às vezes, ela chamava àquele prato a sua mousse de frango com gelatina, outras vezes chamava-lhe mousse de gelatina e frango. Eis mais uma de entre mil e uma facetas práticas da gelatina. A palavra encaixa em qualquer lado, no princípio, no fim ou no meio. Era uma palavra semelhante a um botão, basta premir e já está, à imagem de tantas outras coisas hoje em dia, o mundo inteiro a desvendar-se atrás de um botão, basta premir.(...)"

 

mousse-de-frango-f8-6357.jpg

DeLillo, Don (2010:527). "Submundo". Sextante Editora. Lisboa.

 

Prémio Pulitzer 1993 de Fotografia - Jogos Olímpicos Barcelona 1992

31.08.16

 

 

A fotografia, como de resto a vida, é feita de instantes e de ângulos de visão. A gravidade aplica a queda a todos os corpos. É irreversível. É uma lei da física. A belíssima imagem retrata um salto olímpico nuns jogos inesquecíveis: uma queda que afinal é uma subida inspirada na obra maior de Gaudi. Só pode ter sido um salto perfeito.

 

 1ª edição em 19 de Agosto de 2016.

 

1314_showcase_project_detail_item.jpeg

William Snyder

 

Há melhorias nos concursos de professores

30.08.16

 

 

 

Apesar do atraso, foram colocados (o dobro de 2015) 7360 contratados. E porquê? Porque acabou a tragédia BCE. O Governo foi sensato: eliminou procedimentos inúteis e errados. E, sem vaidade, não acrescentou. Como há muito se sabe, o concurso por listas graduadas é o mais democrático e espera-se que a actualidade sirva de lição.

 

pensando_en_nada_2091745.jpg

 

 

Os professores e a saga das listas de colocações

29.08.16

 

 

Milhares de professores esperam que hoje, 29 de Agosto, se publiquem as listas de colocações na Mobilidade Interna e na Contratação Inicial. O site respectivo já está incomunicável para adensar o clima.

Se assim acontecer, a aceitação da colocação terá de ser feita até ao dia 31 de Agosto (48 horas) e a apresentação até ao dia 1 de Setembro (72 horas). Se as listas forem publicadas amanhã, os prazos indicados avançam, obviamente, um dia; e assim sucessivamente em dias úteis porque os outros são inúteis :).

Recorri ao desenho que publico há uns anos por esta altura.

 

cartoon.jpg

 

Luís Afonso

Outro desenho intemporal do Antero?

29.08.16

 

 

 

Enuncia-se um suposto rigor na rede escolar e na distribuição do serviço docente, mas a histórica desorganização do Estado, e principalmente a malfadada ocupação dos serviços centrais e locais por "girls & boys", fica todos os anos espelhada no seguinte:

"Respeitar os professores é dar-lhes tempo para fazerem as malas...é um post muito certeiro do Alexandre Henriques do blogue ComRegras.

 

394504_189644917835470_91333175_n.jpg

 

Carneiros (Rams)

28.08.16

 

 

Rams_2015_film_poster.jpg

 

 

É desconcertatnte o filme do Islandês Grimur Hákonarson que está no Nimas, em Lisboa. Desde os eternos conflitos entre progressistas e conservadores até aos duelos entre avanços da ciência e identidade cultural, e passando pelas mais diversas contradições no exercício da cidadania e na condição humana, Carneiros é uma obra cinematográfica imperdível.

 

No Público:

"Título original: Rams; De: Grímur Hákonarson; Com: Sigurður SigurjónssonTheodór JúlíussonCharlotte Bøving; Outros dados: NOR/DIN/POL/Islândia, 2015, Cores, 93 minutos.
Nascidos numa aldeia islandesa, os irmãos Gummi e Kiddi são criadores de ovelhas, tal como as várias gerações que os precederam. A sua rivalidade é lendária. Há mais de 40 anos que, por um motivo que já ninguém recorda, não dirigem palavra um ao outro. Um dia, é diagnosticada uma doença contagiosa a uma ovelha pertencente a uma quinta das redondezas. As autoridades optam por abater todos os animais que possam ter tido contacto com o agente infeccioso. Determinado a não seguir as regras, Gummi elabora então um plano de fuga para salvar os seus animais. Mas, para que isso se torne possível, terá de engolir o orgulho e pedir ajuda ao seu irmão.
Com realização e argumento de Grímur Hákonarson, "Carneiros" foi apresentado no Festival de Cinema de Cannes, onde recebeu o prémio Un Certain Regard. Os actores Sigurður Sigurjónsson e Theodór Júlíusson são os protagonistas."
 
 

 

Enquanto se caçam Pokémons

27.08.16

 

 

 

Subida de impostos, desemprego em números inéditos, cortes a eito em salários e pensões durante anos a fio, carreiras (de professores, por exemplo) há oito anos congeladas, pessoas, sem acesso aos quadros, com dez a vinte anos sucessivos de contratos anuais, emigração em massa à procura de salários que permitam viver, quebra populacional, precariedade e insegurança profissional que atinge principalmente os jovens adultos e por aí fora. Há explicações? Encontrei uma com sentido de Pedro Pais de Vasconcelos que podíamos multiplicar por todo o arco governativo e pelos diversos bancos; depois é fazer contas até mais de 20 mil milhões de euros "desaparecidos". Era o tal pântano?

 

"CGD: quando eu Presidia ao seu Conselho Fiscal, a Caixa, sozinha, valia mais do que o resto do sistema bancário. O governo de Guterres extinguiu o Conselho Fiscal por Decreto-Lei.
O resultado foi a sucessão de grandes operações de financiamento a clientes especiais que não vieram a pagar, mas a quem também ninguém tem vontade de cobrar.
Tanto a concessão de crédito como a sua não cobrança merecem ser investigadas, é tão fácil...
E, depois de investigadas, deve ser feitas duas coisas: castigar exemplarmente os responsáveis e cobrar os créditos com a mesma energia que usam quando cobram sobre as pobres famílias que ficam sem casa.
Porque é que ninguém cobra o crédito da Caixa sobre o Berardo? E quem é que propôs em Conselho a sua concessão e quem é que no mesmo Conselho votou a favor.
Alguém que responda, por favor."

naom_506a9493dfb6e.jpg

 

 

Adenda com vídeo com declarações de Miguel Sousa Tavares:

"Muitos dos piores negócios da Caixa foram feitos sob égide de administrações nomeadas pelo PSD".

Da banca que nem um relógio suíço

26.08.16

 

 

 

A falência da banca portuguesa obedece a uma precisão suíça: desde 2007 que é um por ano para não tornar "impossíveis" os orçamentos rectificativos. Nos anos mais recentes, o ritmo anual registou o BPN, seguiu-se o BES, depois o Banif, agora a CGD e parece que se adivinha o Montepio. É uma espécie de relógio suíço, quiçá em homenagem à nação neutra que não se limita a lavar vil metal: seca, lava a seco, engoma e faz entregas ao domicílio. Nem a tal de FIFA conhece qualquer obstáculo. É o modelo chuva que se vê na imagem. Talvez seja um modo prospectivo, mais amigo do ambiente, de tratar os trajes.

 

ja56.jpg

O visitante 2 milhões

26.08.16

 

 

Captura de Tela 2016-08-26 às 11.19.35.png

 

 

Um leitor que chegou ao Correntes por "mote próprio", às 08h57 do dia 26 de Agosto de 2016, é o visitante 2 milhões (no Apollofind) desde 2012 como se vê na imagem acima e na coluna direita do blogue. Há cerca de quatro anos troquei o contador Sitemeter pelo Apollofind. Tenho pena de não ter um contador para estes mais de 12 anos. Seria curioso analisar os fluxos e as audiências. Como se vê na imagem seguinte, não registo o IP dos visitantes nem sequer a localização. Sei como é que chegam ao blogue (com dia e a hora) e registo o critério de pesquisa no caso de terem googlado.

 

Obrigado a todos por passarem por aqui.

 

Captura de Tela 2016-08-26 às 11.18.18.png

 

Pág. 1/5