Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

do fim da crueldade administrativa nos concursos de professores

18.01.16

 

 

Os concursos BCE, "que o MEC eliminou hoje", eram, a léguas, os mais incivilizados da Europa e obrigavam milhares de candidatos a "tropeçarem" em editais tresloucados associados a inépcias administrativas. Era um retrocesso que superava em crueldade administrativa o inferno concursal dos finais da década de setenta do século passado. Com os meios informáticos existentes, é possível criar um concurso nacional decente que mantenha a reserva de recrutamento por lista graduada durante todo o ano lectivo e com o seguinte princípio:

À opção pela lista-graduada-sem-mais aplica-se o mesmo que à democracia em relação aos outros regimes: "a democracia é a pior forma de governo imaginável, à excepção de todas as outras". Isto é uma derrota impensável para o arco que pairou sobre a 5 de Outubro e a 24 de Julho e uma cedência aos professores que o repetiam à exaustão; e à mais elementar justiça.

 

18662402_J2CvT.jpeg

 

dos egos inchados e do comboio certo

18.01.16

 

 

 

Há duas confirmações com as presidenciais: os egos inchados e os passageiros do comboio certo. Nota-se mais à esquerda, mas é apenas ocasional já que os fenómenos são transversais.

 

No PS a desorientação é ainda rescaldo dos mandatos de Sócrates, no bloco a fragmentação atenua-se com o mérito de um pequeno grupo e no PCP prevalece o conhecimento teórico e empírico consolidado em décadas. Tudo somado facilita a inflação de egos associada ao tortuoso tacticismo da espera pelo comboio certo. Tanta tese rebuscada pode originar o apeamento. Claro que a direita sentirá os mesmos sintomas, basta que aconteça a primeira turbulência eleitoral em tempo real.

 

19188515_SzvRb.jpeg