Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

arquivo de repetições: estarão os eleitores completamente alheados ou fingem que não percebem?

27.09.15

 

 

 

 

Se os eleitores ficarem "totalmente" indiferentes à banalização do mal ou da mentira, uma democracia deve preocupar-se com a saúde. Sabemos da antiga presença da mentira em campanhas eleitorais, mas há limites. Quando o INE inscreve 4,9 mil milhões de euros no défice de 2014 que atinge uns tresloucados 7.2%, é inadmissível que Passos, sem mexer um músculo da face, anuncie uma vitória através dos juros a receber pelo Estado. O Estado emprestou ao fundo de resolução através de um empréstimo que contraiu; juros pagos com juros. A menos que a tortuosidade de Passos o levasse a pensar que o Estado emprestou à banca o que o Governo cortou além de troika: o que era ainda mais indecente. Défice, dívida, além da troika e emigração de piegas são outros ridículos em que caiu Passos Coelho. Era impensável o tratamento dado aos portugueses: sois parvos, insiste o candidato. Percebe-se ainda melhor o afastamento preocupado de Ângelo Correia, Ferreira Leite ou Pacheco Pereira. Mas a desfaçatez do "gerente" Passos é tal que anunciou um parabéns ao "sem medo" Tsipras. É impressionante esta descida para além do fundo.

 

Truth_v__Lies_Cartoon.jpg

 

 

arquivo de repetições: coisas óbvias

27.09.15

 

 

 

 

À direita é coligação, ao centro é patriotismo e à esquerda é frentismo. O conceito de aliança na democracia portuguesa tem olhos diferentes para os três substantivos: os dois primeiros abençoados e o terceiro diabolizado. Os dois primeiros originaram sucessivas bancarrotas para gáudio de financiadores, enquanto o terceiro, o eterno e único "irresponsável", assumiu as vestes da catalogação "distraindo-se" com infernizações internas.

 

rocha3.jpg