Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

avoluma-se a saga "professores colocados no vazio"

25.06.15

 

 

 

Como ontem interroguei, "professores do quadro concorreram e foram colocados noutras escolas em vagas sem horário?"

 

O Público diz hoje que os "sindicatos denunciam erros e injustiças nos concursos".

 

Lendo os depoimentos sobre o assunto, conclui-se: existem dois tipos de erros das escolas: de planeamento ou no lançamento digital das vagas a concurso. No segundo caso, o MEC não terá corrigido as solicitações para a reparação do erro.

 

Mas há erros do MEC: num possível lançamento digital das vagas ou no algoritmo da aplicação informática. Percebe-se que o processo errático tem uma grande dimensão e que os professores seriamente lesados (os que concorreram e os que não concorreram e ficaram com horário zero) não podem entrar em mobilidade especial. É o mínimo; mas mais: era uma boa oportunidade para acabar com esta praga dos horários zero.

editorial (25)

25.06.15

 

 

 

 

18567968_VswGE.jpeg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Desde 2004, ano da inauguração do blogue, que a evolução, apesar de pontual, nos procedimentos de edição dos posts permitiu rotinas para uma melhor gestão do tempo. O antigo conceito evernet vai fazendo o seu caminho.

 

Acima de tudo gosto de ter um blogue e procuro a coerência editorial. Lamento não conseguir escrever sobre mais temas que me interessam, mas as causas que preenchem o blogue continuam desafiantes.

 

É habitual falar de audiências nestes editoriais e nada melhor do que os números (8471 posts e 25502 comentários).

 

Nesse aspecto existiram alterações.

 

Mantenho dois contadores como se pode ver na coluna direita do blogue: o Apollofind (desde 2010) e o Twingly (desde 2009).

 

numeros2.png

 

 

As proveniências dos visitantes tinham, ontem, os seguintes números (abaixo dos momentos históricos da luta dos professores, mas dentro das valores mais altos da história do blogue):

 

nuemros1.png

 

O Correntes atingiu o nível 10 no Twingly, na escala de 1 a 10, com os seguintes números:

 

numeros3.png

 

 

Repito um parágrafo que usei noutros editoriais: seria mais cómodo que a linha editorial de um blogue se restringisse ao puro prazer de escrever e de editar posts sem conteúdos relacionados com causas e com temas denominados de cidadania. No meu caso seria, mas não era a mesma coisa.

 

Obrigado a todos os que passam por aqui.