Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

tiziano e bosh

31.08.14

 

 

 

 

Há vantagens em rever museus, mesmo que uma viagem quase que se resuma a esses espaços, aos alojamentos e a um ou outro pequeno passeio. A revisão permite seleccionar e atenua a busca do tempo perdido.

 

O acervo do Prado é o que se sabe, mas permitam-me que escolha o tríptico "The Garden of Earthly Delights" de Hieronymus Bosch (El Bosco em espanhol) e o "La bacanal de los andrios" de Vecellio di Gregorio Tiziano (Tiziano ou Ticiano); ambos quase que justificam uma visita.

 

 

 

 

 

Bosh, Museu do Prado, Agosto de 2014. (este vídeo ajuda)

 

 

 

 

 

Tiziano, Museu do Prado, Agosto de 2014. (este vídeo ajuda)

 

 

As vantagens da internet permitem-nos saber muito mais. Basta googlar um bocado. Contudo, a presença física continua insuperável.

 

 

 

 

 

dos ultraliberais e das narrativas

30.08.14

 

 

 

 

Há pouco tempo, seguramente na silly season, o ultraliberal (agora com menos combustível) Martim Avillez, colaborador do Expresso, disse à Ana Lourenço, na SICN, sobre o caso BES: "É um assunto muito delicado e não podemos opinar com precipitação". O mesmo ultraliberal não se tem cansado de opinar, com pressa e precipitação, sobre a avaliação de professores e a propósito de tudo o que sirva para diminuir a escola pública e os seus profissionais. O costume, digamos assim, nas narrativas da malta ultraliberal.

 

O seu texto no último Expresso tem o basquetebol no título e chamou-me à atenção. Vou directo à narrativa, mas publico a coisa na íntegra. Para poupar os leitores divulgo a parte em causa com sublinhado e tudo.

 

Segundo Avillez, o indiano Vivek Ranadivé (nascido em 1956), bem sucedido em Silicon Valley, é o inventor da defesa individual em campo todo adoptada pelo basquetebol profissional. Esta afirmação é falsa.

 

Segundo Avillez, o citado indiano ensinou às filhas, com sucesso, o sistema defensivo que assim se tornou célebre e adoptado. Pois bem. Há liga profissional desde a década de quarenta do século XX e pelo menos em 1957 (o Vivek tinha um ano e mesmo na Índia não é possível ter de imediato filhas adolescentes e logo duas) já era obrigatória a defesa individual (só mesmo há poucos anos são permitidas pequenas variações) e muitas equipas a usavam no campo todo. Fazê-lo sempre e em todos os jogos é que só nas falácias e narrativas de um ultraliberal.

 

 

 

 

 

 

 

 

merkel intromete-se na vida interna de espanha

30.08.14

 

 

 

 

"Merkel apoia a intenção do Governo Espanhol de bloquear o referendo da Catalunha" numa intromissão inadmissível. É um facto que o caso de corrupção de Jordi Pujol, um catalão muito conhecido, parece permitir estes desmandos mesmo que os catalães sublinhem que o citado indivíduo não é a Catalunha.

 

Dá ideia que Merkel, do alto "seu" Bundestag, domina a nação espanhola e apela a um qualquer pragmatismo principalmente com receios internos (e, claro, com o descontrolo na Ucrânia) e com medo de alguma reedição do que levou às duas guerra mundiais.

 

Comparando Berlim e Madrid, por exemplo, o mais difícil é nomear a capital com mais sem-abrigo, embora os berlinenses pareçam mais treinados a respigar nos contentores do lixo. É evidente que a pujante Berlim, uma cidade-estaleiro tal o número de gruas por quilómetro quadrado, supera no imobiliário-em-construção e nos mini-jobs (diz-se que 1 em cada 5 trabalhadores) e isso deve dar muito que pensar.

 

 

 

 

 

Bundestag, Berlim, Agosto de 2014.

 

 

 

 

 

 

 

Centro de Madrid, Agosto de 2014.

 

 

 

regresso ao país

29.08.14

 

 

 

As férias tiram-nos da rede e o regresso é sempre algo burocrático: centenas de emails e actualizações no blogue e nas redes sociais.

 

Um dos emails recomendava um vídeo que deixei a correr enquanto despachava outros assuntos. É, digamos assim, um vídeo sobre o caso BES que é elucidativo do estado do país.

 

 

implosões no MEC?

28.08.14

 

 

 

O exercício de Nuno Crato fica marcado pela ideia de implosão, mesmo que Crato se "engane" nos alvos.

 

O ministro prometeu implodir o MEC e fê-lo às escolas públicas.

 

Supõe-se que Crato é adepto do ensino "privado", mas foi no seu mandato que implodiu o maior grupo das cooperativas de ensino financiadas pelo Estado.

 

Os colégios do Grupo estão, nos mais diversos concelhos, a apagar o nome GPS numa tentativa de reescrever a história como relata aqui a Gazeta das Caldas

 

 

 

 

 

 

memórias do verão de 2014

28.08.14

 

 

 

 

Aqui por casa, o verão de 2014 fica também marcado pela presença da Filipa em Pequim.

 

 

Encontrei as imagens seguintes, referentes ao tema, no facebook da Filipa.

 

 

 

 

 

 

 

 O prémio está anunciado na newsletter do Instituto de Telecomunicações do IST.

 

 

 

 

 

 

 

Chegou da China, recomeçou a trabalhar e viajou para outra conferência de que dá conta no seu facebook com o seguinte título: conferencemode.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

até que

25.08.14

 

 

 

 

 

 

 

"Até que os leões inventem as suas próprias histórias, os caçadores serão sempre os heróis das narrativas de caça."

 

Provérbio africano.

 

 

 

 

 

 

Mia Couto (2012:6).

A confissão da leoa.

Editorial Caminho.

Versão amostra.

 

 

 

 

 

 

a filipa brilhou na china

20.08.14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Filipa venceu o "melhor trabalho de investigação de aluno de doutoramento"("Best student paper award"), numa conferência de nível mundial, a URSIGRASS - 2014, a 31ª Assembleia Geral e Simpósio Científico da União Internacional da Rádio Ciência que está a decorrer (16 a 23 de Agosto de 2014) em Pequim, na China.

 

Recebeu um convite da organização (o que já foi um prémio muito bom), a exemplo de centenas de jovens investigadores, e apresentou um trabalho ("The most general classes of Tellegen media reducible to simple reciprocal media: a geometrical approach") que mesmo em inglês nos parecerá mandarim.

 

Tenho o hábito de dar conta dos prémios ou distinções, académicas ou desportivas, da minha filha Filipa.

 

Este prémio é, sem qualquer dúvida, o mais importante que a Filipa recebeu nos diversos domínios. Não tem mesmo paralelo. Tem uma dimensão que honra a Filipa, o país, a universidade que representa e as pessoas que a têm ajudado nesta caminhada.

 

Este prêmio é atribuído de três em três anos e abrange, por exemplo, tópicos de metrologia, electrónica, radiocomunicação, astronomia, biologia e medicina.

 

A Filipa Isabel Rodrigues Prudêncio está mesmo de parabéns.

 

As imagens do post foram captadas há pouco via Skype e darei mais detalhes oportunamente.

 

 

 

 

 

 

 

 

o país está no pano verde?

20.08.14

 

 

 

 

Não é recente a sensação de que o país está no pano verde. Os saldos no GES, mais propriamente no BES e nas empresas da saúde e dos seguros, deixam valores da comunidade à mercê do casino puro e duro. E convenhamos: os estados licenciaram os privados para o trio referido com base em dois pressupostos: geriam melhor, faziam mais com menos, portanto, e garantiam uma superioridade ética.

 

A exemplo dos "negócios" da água ou da luz, os denominados "pinga-pinga", o trio em questão obedecia a um simples raciocínio: os licenciados sentavam-se em cima do que recebiam (depósitos das poupanças, doenças ou seguros obrigatórios) e era impossível que saíssem a perder.

 

A entrada da troika coincidiu com a chegada ao poder de uma confessada ideologia radical crente nas virtudes do mercado desregulado. A propagação foi rápida e apoiada em tudo o que era mainstream. Mas mais: quem os antecedeu, achou que ficava "bem-seguir-a-ideologia-única". Os resultados estão aí e não há quem impeça o saque.

Pág. 1/5