Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

os 5ª punkada no pátio da inquisição

13.07.14

 

 

 

 

 

 

 

 

No final do concerto de António Pinho Vargas percebemos que na noite seguinte haveria outro espectáculo integrado no Colóquio Internacional Epistemologias do Sul - Projecto ALICE (CES-UC), denominado "BAILEnquanto" (11 de Julho de 2014), às 22h00, no Pátio da Inquisição em Coimbra. O nome do local tinha uma forte relação com o tipo de espectáculo.

 

Chegámos às 21h30 e desconhecíamos que no Pátio existe um restaurante. Esteve cheio a noite toda. Apanhámos uma mesa bem à frente e acompanhámos os derradeiros preparativos. Às 21h45 já havia música e chegaram os elementos dos 5ª PunKada constituído por pessoas com paralisia cerebral que se mostravam ansiosos com a sua actuação que seria a primeira do espectáculo.

 

 

 

 

Às 23h10, uma hora e dez minutos depois (sim, 1h10) da hora prevista para o início e repetindo o que relatei em relação ao dia anterior, um elemento da organização desabafou para alguém que estava ao nosso lado: "é intolerável. As pessoas do colóquio estão atrasadas e não esperamos mais. Vamos começar". As cadeiras destinadas às tais entidades foram ocupadas pelo público anónimo.

 

 

 

 

 

Os 5ª Punkada tocaram dois temas. Encontrei um vídeo, que pode ver mais abaixo, com outro tema do grupo. Vale a pena ouvir, embora confesse que achei as melodias algo mainstream. Não percebi a 1h10 de atraso, já que as entidades chegaram a meio do primeiro tema, saíram antes do final do segundo e nem assistiram ao resto de espectáculo que tinha gerado alguma expectativa com o anúncio do dia anterior, com a literatura disponibilizada nas redes sociais e que pode consultar no primeiro link que indiquei.

 

 

 

 

 

O espectáculo BaileEnquanto foi muito exigente. O barulho constante e ensurdecedor da multidão que permanecia no restaurante Pátio, e na sua esplanada, impediu a audição da maioria das intervenções teatrais. Foi pena. Salvou-se a componente multimédia. Resistimos quase até ao fim.

 

  

 

 

  

Um vídeo dos 5ª Punkada com cerca de cinco minutos.