Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

a ideia em curso de municipalização é uma explicação da bancarrota

06.07.14

 

 

 

 

 

Os últimos governos da direita, PSD/CDS, alteraram a lei orgânica do MEC.

 

Durão Barroso eliminou 27 centros de área educativa (CAE´s) quando começavam a ter massa crítica e Passos Coelho extinguiu 5 Direcções Regionais de Educação (DRE´s), que deviam ter sido eliminadas em vez dos CAE´s, quando começavam a perceber a sua nova função. 

 

Tudo eliminado, eis que a mesma direita tem uma epifania de 180 graus e inventa um quadro orgânico com 308 agências municipais (sim, 308 porque nós somos uns 400 milhões; essa coisa dos 10 milhões e da quebra de natalidade é só para impressionar a malta dos fundos) depois de ter assinado centenas de contratos de autonomia com estruturas escolares inexistentes no sistema solar: os mega-agrupamentos.

 

Só uma nota e uma conclusão: os governos de direita referidos iniciaram os seus mandatos com a divisão do território entregue ao mesmo incompreendido estratega, como exemplo para a importância que dão ao assunto: Miguel Relvas. A conclusão é óbvia: não estamos na bancarrota apenas por culpa dos outros.

 

 

da blogosfera - a educação do meu umbigo

06.07.14

 

 

 

 

 

Em Matosinhos, há (pelo menos) 135 professores para despachar

 

 

 

Depois da confessada, por António Costa, injusta "guerra aos professores" da autoria de Lurdes Rodrigues, dos cortes a eito para além da troika que tiveram os professores como alvo principal na administração central da autoria de Crato, só faltava que a escola pública e os seus professores tivessem que sofrer uma municipalização "tipo-patos-bravos" (eliminar um professor dará um prémio de 12500 euros para rotundas) com a assinatura dos aparelhos do arco governativo.