Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

da importância de um governo

29.05.14

 

 

 

 

Olhando a partir do sistema escolar e desenvolvendo um raciocínio indutivo, comprova-se que um Governo em Portugal ainda tem alguma margem para tomar decisões não condicionadas pelo euro e por tudo o que o envolve.

 

Mesmo durante os três anos de protectorado, existiram decisões fundamentadas no radicalismo ideológico a que não foi indiferente a composição do Governo. Basta lermos o guião da reforma do Estado para percebermos que o CDS deu corpo ao pior do ensino dito privado. Ou seja, o partido que elegeu um deputado europeu, e que valerá menos de 4% dos votos, é quem "pensa" a Educação e isso só é possível porque existiu a demissão escolar do PSD e o trágico legado do PS Lurditas D´Oiro.

 

E é também isso que se jogará no futuro do PS. Quem vencer esta contenda, que se espera rápida e civilizada, terá de ter uma qualquer inspiração à "Renzi Italiano" ("uma esquerda que reaprendeu a vencer") e demarcar-se de vez do legado "educativo" dos Governos de Sócrates que consistiu na destruição da profissionalidade dos grupos mais numerosos através da retórica do accountability (para os outros) que dilacerou as atmosferas relacionais no eixo central do sucesso de quaisquer políticas: a dignidade das pessoas.