Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

feitiço

06.02.09

 

 

 

 

Na vida em sociedade é sempre muito difícil apresentar uma conclusão rigorosa sobre o "passado muito recente".

 

Mas se pensarmos na luta dos professores portugueses com o governo da nação - combate esse que tem estado bem no centro da actualidade política e que atingiu proporções colossais - podemos dizer com toda a segurança o seguinte:

 

o esfarrapado e burocrático modelo de avaliação de professores passou a ser, na fase em que uma gravíssima crise, com contornos ainda desconhecidos, assola uma grande parte do mundo, o eixo fundamental das políticas do governo português.

 

Coisa risível que mais parece vinda de gente que ensandeceu com tanta teimosia e desorientação.

 

E veja-se como o feitiço se pode virar contra o feiticeiro: o mesmo governo que encheu a agenda medática com essa descomunalidade, e fê-lo de modo manipulador a exemplo da forma como começou por desrespeitar os professores com o intuito que todos conhecemos, sofreu recentemente os efeitos daquilo que diz ser insidioso a propósito das práticas do actual primeiro-ministro enquanto ministro do ambiente. Ironias do destino, é o que é.