Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

4 anos depois e estamos no mesmo sítio

16.12.13

 

 

 

 

 

 

 

 

"Poucos economistas perceberam a emergência da crise actual, mas essa falha de previsão foi o menor dos problemas. O mais grave foi a cegueira da profissão face à possibilidade de existência de falhas catastróficas numa economia de mercado. O papel da economia perdeu-se porque os economistas, enquanto grupo, se deixaram ofuscar pela beleza e elegância vistosa da matemática. Porque os economistas da verdade caíram de amores pela antiga e idealizada visão de uma economia em que os indivíduos racionais interagem em mercados perfeitos, guiados por equações extravagantes. Infelizmente, esta visão romântica e idílica da economia levou a maioria dos economistas a ignorar que todas as coisas podem correr mal. Cegaram perante as limitações da racionalidade humana, que conduzem frequentemente às bolhas e aos embustes; aos problemas das instituições que funcionam mal; às imperfeições dos mercados - especialmente dos mercados financeiros - que podem fazer com que o sistema de exploração da economia se submeta a curto-circuitos repentinos, imprevisíveis; e aos perigos que surgem quando os reguladores não acreditam na regulação. Perante o problema tão humano das crises e depressões, os economistas precisam abandonar a solução, pura mas errada, de supor que todos são racionais e que os mercados trabalham perfeitamente."

 


Paul Krugman

New York Times

2 de Setembro de 2009





dos deveres de cidadania

16.12.13

 

 

 

Aceito com gosto os convites para ir aqui ou ali, mas há uma necessidade de recato de que não prescindo. Estamos no final do período lectivo, e em época festiva com exigente logísitica, e apetece eliminar os compromissos. Esta semana ainda não vai ser possível.

 

Amanhã, 17, terça-feira, 200 kms para sul para um debate às 20h00; 18, quarta-feira, uma incursão mediática nocturna de que darei conta noutro post; 19, quinta-feira, 250 kms para norte para um debate às 21h00. Compreende-se que tenha recusado fazer 180 kms novamente para sul no dia 20, sexta-feira, para outro debate interessante.