Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

discriminações que se cruzam

11.12.13

 

 

 

 

 

 

As duas notícias que vai ler cruzam-se de algum modo. Se por um lado a escola pública apenas atenua a desigualdade de oportunidades, por outro estamos "cansados" de dizer que as nossas "elites" cansam-se depressa com o investimento na escolaridade e é exactamente isso que provoca e quase "perpetua" o que leu na primeira imagem.

 

É evidente que esse estado das coisas origina uma sociedade hostil para os livres-pensadores como se lê na imagem seguinte. Quem, do grupo discriminado, nunca sentiu uma qualquer espécie de censura mesmo que dissimulada?





da saga de nuno crato

11.12.13

 

 

 

 

Nuno Crato, na análise aos recentes resultados PISA, interpreta de um modo que permite concluir: mesmo sem a troika, Crato optaria pelos cortes curriculares, pelo aumento do número de alunos por turma e pela terraplenagem no esforço do sistema escolar nas últimas duas décadas. Refugia-se nos sete ministros do MEC na última década como se isso não advogasse que os progressos da nossa sociedade e da escola pública verificaram-se apesar disso. Crato não é humilde e não reconhece os erros; mas isso já se sabia desde o início.

 

A notícia do Expresso termina com uma afirmação que brada aos céus porque somos incapazes de nomear uma medida sua que tenha valorizado os professores.

 

 

"(...)A receita do sucesso passa por reforçar os as "disciplinas essenciais", como Matemática e Português, definir metas curriculares claras e "valorizar" os professores, defendeu."



cenas do império não pára de atacar

11.12.13

 

 

 

Ainda há quem não perceba a privatização de uma empresa pública rentável? Dois dos bancos mais responsáveis pelo subprime, pela bolha imobiliária e pelas ideias austeritaristas em curso recuperaram posições e tomam conta do que resta. É uma outra forma do tal crédito de neutrões. Mas há ainda pior: os mentores lusitanos das PPP´s, dos swap´s e por aí fora continuam a saga impunemente.