Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

vocação para sei lá o quê (com vídeo)

22.10.13

 

 

 

 

O vídeo da RTP é conclusivo: os docentes do ensino vocacional asseguram que os cursos não vão de encontro às necessidades dos alunos e a única recomendação do relatório a que a RTP teve acesso indica a generalização. Esta tragicomédia a que vamos assistindo mantém os vícios tantas vezes criticados (generalizar sem testar, facilitismo e manipulação dos relatórios com conclusões desinteressantes). O desenvolvimento do assunto comprovará se não estamos na presença de trapalhadas ainda mais graves.

 

Depois de dar ideia que desistiu do hábito germanófilo, e que não recomenda exportações, do ensino dual, o MEC insistiu no ensino vocacional ao mesmo tempo que abandonava os processos concorrentes. Desde logo se percebeu que o pretendido era a redução financeira misturada com uma confusão programática recheada de preconceitos, achamentos e back-to-basics com um acrescento ainda mais sei lá o quê e que podemos classificar como compressão curricular.

 

É seguro que estamos na presença de mais devaneios para além da troika.

 

 

 

o que mais me impressiona

22.10.13

 

 

 

 

Desde 2006, 2007, que a luta de classes se tornou óbvia nas democracias ocidentais. Joseph Stiglitz sublinhou-o e ainda noutro dia publiquei um post a propósito do seu último livro onde se pode ler uma referência à célebre entrevista ao super-rico dos EUA Warren Buffett. Foi este último quem disse, em 2006, que "existe uma guerra de classes, sem dúvida, mas é a minha classe - a classe dos ricos - que está a fazer a guerra, e estamos a ganhá-la."


O que mais me tem impressionado não é a retórica dos Mandarins; esses são 1% e Warren Buffett é uma excepção. O que mais custa ouvir e ler são os serviçais onde se incluem os nossos últimos governantes acolitados num batalhão de comentadores e de opinadores que só se "alimentam" em quem lhes estende a mão. É claro que há todo um exército de eleitores que legitima o auto-sofrimento; mas esses...