Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

a com b só que depois há c

15.07.13

 

 

 

A Escola A tem 5 professores da disciplina X para 4 horários e a vizinha Escola B tem 5 professores da disciplina x para 6 horários. Agruparam-se as escolas, terraplenando as suas organizações, para que a Escola B não contrate outro professor da disciplina x. A MegaEscola AB ficou com 10 professores da disciplina X para 10 horários, mas com 11 da disciplina y para 10 horários. A vizinha Escola C tem 10 professores da disciplina y para 9 horários e para que não contrate um professor da disciplina y criou-se a MegaMegaEscola ABC. E podíamos ficar a noite toda a aumentar a escala, a terraplenar organizações escolares e convencidos que reduzíamos despesa.

 

Não seria mais sensato não agrupar, e não terraplenar, escolas e criar estruturas (lembro-me dos implodidos CAE´s que deveriam ter visto a implosão das inúteis DRE´s) que fizessem o metabolismo basal, descrito no primeiro parágrafo, numa organização minimamente civilizada? Tanto tempo perdido, tanto financiamento desperdiçado e até já temos, veja-se lá, software que faz o tal metabolismo basal com uma estrutura administrativa ligeira, eficiente e com respeito pelas pessoas e pelo bem comum.

 

 

o tempo não pára

15.07.13

 

 

 

Portugal está mergulhado na ideia de sobreviver e as suas organizações não escapam à impossibilidade de desenhar um qualquer futuro. 

 

Há um conjunto de conceitos associado às novas realidades informacionais que requerem precisão concetual para que a linguagem permita uma comunicação assente em bases sólidas. É, por exemplo, nuclear perceber a distinção entre um computador e um sistema de informação. O segundo é mais abrangente, uma vez que integra a tecnologia, os procedimentos organizacionais, os métodos e as políticas que tratam a informação, mas também as pessoas que exercem funções no seu seio.