Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

do irrevogável ao novo acordo

06.07.13

 

 

 

 

 

O país assistiu, incrédulo, a uma semana inenarrável com detalhes sórdidos: fala-se num prejuízo de 3.800 milhões de euros em dois ou três dias como quem discute se a temperatura chegou aos 40 ou aos 38 e depois de andarmos durante um ano com a "brincadeira" do medo travestida no número 4.700 milhões de euros em cortes a eito nos sectores sociais. Não há mesmo pachorra para estas garotadas.

 

Para já, evidencia-se o reforço de Portas. Acharei estranho se o PSD não servir uma qualquer sobremesa bem fria. Os próximos episódios, a existirem, serão a continuação da tragédia desta coligação. Paulo Portas talvez acredite que a sua encenação centrista se sobreponha ao desvario PP e que os deuses do mercado ajudem como já previu o escritor fatal Gaspar.

 

Tenho andado pelo enorme Quino e nunca me canso dos seus clássicos que possibilitam interpretações diversas. O segundo casamento hoje anunciado (como se a reformulação dos programas das equipas executivas carecesse de tanta infantilização), e depois de analisado ao detalhe, transmite a ideia de ubiquidade do mercado. Ora veja.