Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

metafísica com os do costume?

30.04.13

 

 

 

 

No post anterior fiz a seguinte previsão a pensar no resultado de mais um conselho de ministros que se anunciava determinante para os cortes uma vez que existia um qualquer prazo que terminava hoje:

 

"(...)Os austeristaristas são ultraliberais que podemos classificar como ultraracionalistas.(...)este género aplicado à política, e mesmo depois de seriamente abalado, pode derivar numa contra-ofensiva metafísica. Aguardemos."

 

Aguardou-se.

 

Passei pelos principais órgão de comunicação social e tirei umas fotos. Dá ideia que começa a ser sei lá o quê continuar a cortar nos do costume. O que também se fica a conhecer é que há questões de Estado que impedem a revelação de corrupção que ponha em causa o regime. É, como se previa, uma contra-ofensiva que se socorre da metafísica e que tem uma nuance além fronteiras que dá mais valor empírico à suposição.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

da contra-ofensiva

30.04.13

 

 

 

 

Podemos agrupar os austeritaristas e o seu contrário (keynesianistas, por exemplo) numa contenda entre racionalistas e empiristas. De um lado a matemática (e recordo a polémica-excel) e do outro a cultura, digamos assim.

 

Os auteristaristas refugiam-se no liberalismo. Leio com frequência quem lhes acrescenta o prefixo neo e são menos os que optam pelo ultra. Tenho escolhido o segundo, como se pode ler aqui.

 

Os austeristaristas são ultraliberais que podemos classificar como ultraracionalistas. Como se pode ler a seguir, este género aplicado à política, e mesmo depois de seriamente abalado, pode derivar numa contra-ofensiva metafísica. Aguardemos.

 

 

 

Gaston Bachelard (1976:27). "Filosofia do Novo Espírito Científico".

Biblioteca de Ciências Humanas. Editorial Presença. Lisboa.