Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

não impede

22.01.13

 

 

 

 

Quem tem os pés assentes na terra compreende a importância do regresso de Portugal aos mercados. Era um objectivo difícil que foi atingido com cortes a eito e muito à custa dos professores, como foi mais do que comprovado. Nada de extraordinário para uma maioria absoluta escudada na troika e que se vangloriava de estar para além disso. O tempo e a história lá se encarregarão de julgar o que estamos a viver.

 

O que se perdeu no país levará anos a recuperar, uma vez que os sacrificados do costume taparam as crateras da banca, das ppp´s e afins.

 

Os professores têm motivos para desconfiar. A agenda mediática das últimas semanas foi preenchida com a intenção de cortar ainda mais na Educação e com este sector no lugar cimeiro dos escolhidos. Quem governa não pode ficar impune com o sofrimento que impôs.

 

Ter os pés assentes na terra não impede que se olhem as estrelas.

 

 

Portugal prepara emissão de dívida a 5 anos

 

Governo pormete reforçar concertação

naturalmente

22.01.13

 

 

 

 

Como noutros períodos da história, o radicalismo ideológico de direita começa a vacilar apesar da revolução já materializada em favor de interesses financeiros que funcionam num esquema de "cartelização" e do retrocesso civilizacional que se perpetrou em áreas como a Educação, a Cultura ou a dos direitos de quem trabalha.

 

A Comissão Europeia, quiçá o braço mais à direita da troika, começa a recuar e declara-se "favorável à extensão dos prazos dos empréstimos a Portugal".