Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

cortes estruturais

18.10.12

 

 

 

 

 

 

 

Já cansa ouvir dizer que o Governo não diminuiu a despesa estrutural do Estado porque, entre outros cortes, não reduziu o número de funcionários públicos.

 

Se há anos que nenhum professor entra para os quadros (até a comissão europeia já exigiu uma vinculação extraordinária de professores contratados), se de Julho de 2012 a Setembro do mesmo ano o Estado contratou menos cerca de 10000 professores e se em quatro anos quadruplicou o número de professores registados nos centros de emprego, haverá alguém de boa fá que possa dizer que o MEC não tocou na denominada despesa estrutural?

 

Deixemo-nos de eufemismos: houve um despedimento colectivo de funcionários públicos em Portugal e a natureza ilegal do vínculo confirmou a suspensão do Estado de direito que vivemos há anos. Esta facto não deve ser misturado com a opinião de que existiam professores a mais. Para além de tudo, e que se saiba, não foram os professores dos ensinos básico e secundário que dimensionaram os quadros das escolas nas últimas duas décadas.

o mundo maravilhoso das contratações de escola

18.10.12

 

 

 

 

 

Quando é que esta coisa tem fim?

 

Recebido por email.

 

O horário Nº 57 (19h) do Grupo 500 do Agrupamento de Escolas Nun´Álvares (170859) no Seixal tem como subcritérios aquilo que podem ver em anexo.


O 12 ponto da circular C I R C U L A R Nº B12029396X diz:

Não são admissíveis subcritérios de entrevista (perguntas) ou avaliação curricular (itens) que violem os princípios da legalidade e igualdade entre os candidatos, a que a Administração está vinculada, nomeadamente:


a) continuidade pedagógica ou lecionação no estabelecimento de ensino em anos anteriores;
b) experiência de ensino na escola TEIP que procede à oferta de escola;
c) experiência de ensino em determinada oferta educativa ou formativa (ex: cursos CEF, EFA e cursos profissionais, formação modulares e CNO);
d) conhecimento da realidade socioeconómica do agrupamento;
e) critérios de seleção em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território, religião, convicções políticas ou ideológicas, situação económica, condição social ou orientação sexual.


Neste caso, a alínea d) é violada, pois usa-se outras palavras para se dizer o mesmo! Ou não?

Como quantifico cada um dos subcritérios? Como e onde posso medir a adequação do meu perfil para obter 30 pontos? Que perguntas me podem fazer sobre o regulamento interno?


O horário em causa foi colocado hoje na aplicação, não terá sido aprovado pela equipa da Direcção Geral da Administração Escolar?

Cria-se uma circular e não se respeita?

Ajudem-me a perceber…


Cumprimentos,

PA









ainda me belisquei

18.10.12

 

 

 

 

 

A notícia já tem uns dias e até pensei que tinha feito um post sobre o assunto. O eterno retorno (quando escrevo isto lembro-me sempre da "insustentável leveza do ser" de Milan Kundera) tornou-se um lugar comum nos sistemas escolares e a intervenção do presidente francês é exorbitante ou há um qualquer problema com a França que não consigo identificar.

 

 

Hollande quer acabar com os trabalhos de casa no ensino francês


Uma das estratégias do Presidente francês, François Hollande, para a área da educação passa por abolir os trabalhos de casa. A medida não é inédita e está prevista na legislação de vários países – ainda que as escolas acabem por continuar a marcar actividades para os alunos fazerem fora da escola.