Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

aritmética

12.09.12

 

 

 

É a aritmética, parece que foi a resposta de Bill Clinton aos jornalistas depois da intervenção, muito aplaudia, na convenção do Partido Democrático. Dois mais dois continuam a ser quatro.

 

Este apelo ao equilíbrio é um contraponto às ideias de um Partido Republicano que estimula políticos e tecnopolíticos em todo mundo e no Governo português também.

 

Afinal tem sido sempre assim e o próprio Bill Clinton herdou de Ronald Reagan o mesmo que Obama recebeu de Bush. Foi um tempo de picos económicos e políticos de sinal contrário que parece não se repetir. O Ocidente estruturou-se numa sociedade de consumo em espiral e o triunfo do capitalismo selvagem provocou um desequilíbrio que não se redime. A solução não é fácil, sabemos isso. Se olharmos para o nosso corpo ou para a nossa economia doméstica, percebemos a sensata resposta de Bill Clinton.

 

O Governo português está numa rota tal de desequilíbrio, que dá ideia que os portugueses foram escolhidos como um laboratório económico e social que Wall Street olha com atenção e gulosice. Não se brinca coma a vida de milhões de pessoas e isso pode ser trágico. A equação que se coloca continua do domínio da aritmética e falta saber se o equilíbrio só se recuperará pela força. Esperemos que não.

 

e porquê só agora?

12.09.12

 


 

António Barreto sabia há quatro anos que existiam cláusulas secretas nos contratos das PPP´s. Isto não é motivo para reunir o Conselho de Estado? E o que tem a dizer a procuradora Cândida de Almeida?


António Barreto denuncia existência de "cláusulas secretas" nos contratos das PPP´s

 

“Eu sei há muito tempo, por acaso, há quatro anos que sei que há cláusulas secretas nas PPP”, declarou aos jornalistas, à margem do 4.º Congresso Português de Demografia, que decorre hoje e quinta-feira em Évora.(...)"


mas o que é isto?

12.09.12

 

 

 

Será que estamos condenados a ser governados por impreparados? Ontem, ao fim da noite, ouvi um canal de cabo a noticiar que Nuno Crato se tinha enganado nos tais 200 mil alunos a menos, já que esse número se referia ao "fim das novas oportunidades", e hoje confirmei-o.

 

Ainda me lembro do tempo em que tentávamos caminhar para uma democracia séria e em que coisas destas tinham destino certo, para não dizer que eram impossíveis. Havia um mínimo de respeito. É grave que um ministro se ponha a fundamentar medidas que levaram ao maior despedimento colectivo da história de Portugal com base em números falsos.

 

Quem esteve atento, deu conta do esforço de inúmeros professores, tal a perplexidade com os dados apresentados, para provarem que o ministro estava errado e para ainda terem de lidar com os indefectíveis da actual maioria e com o ciúme social. Tem sido quase sempre assim nos últimos anos. Só tem mudado a cor da maioria e os picos ciumentos vão oscilando.

 

É preciso uma grande paciência para lidar com manipuladores deste calibre e com os resultados que conhecemos na degradação da escola pública.

da blogosfera - santana castilho

12.09.12

 

 

 

A Nini de Pedro e a linhagem de Crato

 

"Depois da desastrosa comunicação ao país do Primeiro-Ministro, o “Pedro” (são a mesma pessoa) escreveu banalidades no “facebook” e foi alegremente cantar a “Nini dos meus 15 Anos” para o Tivoli. Depois do ministro da Educação passar um ano a destruir o ensino público, o filho do primo-sobrinho-trineto em 2º grau do 1.º Barão e 1.º Visconde de Nossa Senhora da Luz (são a mesma pessoa, esclarece a “Wikipédia”) falou ao “Sol” e à “TVI”, como se fosse coisa boa o que até aqui fez. Assim começa o pior ano-lectivo da democracia, para os que sobrevivam a Passos e Crato.(...)"

mais números a oeste

12.09.12

 

 

Como pode ver aqui, o movimento "Em defesa da escola pública do Oeste" continua a provar, com dados não manipulados, as suas teses sobre a frequência escolar e a relação pouco clara entre o público e privado.

 

 

"(...) dados relativos ao concurso DACL nas escolas de Caldas da Rainha:

Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro:

Docentes indicados para DACL (1 de Agosto): 31.

Docentes retirados do concurso (a 13 de Agosto): 22.
Docentes colocados em mobilidade interna (noutra escola): 4.
Docentes não colocados (permanecem com horário-zero): 5.

Escola Secundária de Raul Proença:

Docentes indicados para DACL (1 de Agosto): 16.
Docentes retirados do concurso (a 13 de Agosto): 10.
Docentes colocados em mobilidade interna (noutra escola): 0.
Docentes não colocados (permanecem com horário-zero): 6.

Agrupamento de Escolas de Santo Onofre:

Docentes indicados para DACL (1 de Agosto): 12.
Docentes retirados do concurso (a 13 de Agosto): 6.
Docentes colocados em mobilidade interna (noutra escola): 3.
Docentes não colocados (permanecem com horário-zero): 3.

Agrupamento de Escolas D. João II:

Docentes indicados para DACL (1 de Agosto): 27.
Docentes retirados do concurso (a 13 de Agosto): 22.
Docentes colocados em mobilidade interna (noutra escola): 0.
Docentes não colocados (permanecem com horário-zero): 5.

Agrupamento de Escolas de Santa Catarina:

Docentes indicados para DACL (1 de Agosto): 4.
Docentes retirados do concurso (a 13 de Agosto): 3.
Docentes colocados em mobilidade interna (noutra escola): 0.
Docentes não colocados (permanecem com horário-zero): 1.

Totais do Concelho de Caldas da Rainha:

Docentes indicados para DACL (1 de Agosto): 90.
Docentes retirados do concurso (a 13 de Agosto): 63.
Docentes colocados em mobilidade interna (noutra escola): 7.
Docentes não colocados (permanecem com horário-zero): 20.

A estes números, há que juntar os colegas de QZP indicados, também, pelas 5 escolas. Nas listagens disponíveis, não é possível saber quais são, quantos são e a que grupos de recrutamento pertencem.