Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

e ninguém se demite?

25.07.12

 

 

 

Quem não está por dentro do assunto até pode pensar que o título é exagerado. Haverá até uns quantos cérebros rotativos que dirão que é apenas a tradicional querela entre Governo e sindicatos de professores. A escola pública tem sido destruída pelas coreografias da mesa negocial e pelos "senadores" que só conhecem esse registo estratosférico. Aliás, são as mesmas massas cinzentas que nos conduziram ao estado em que estamos e que continuam alapados em fundações, onde contratam quem bem entendem e no universo da oligarquia, com direito a limousine e por aí fora.

 

E sejamos ainda mais objectivos: onde estão os que diziam que era inadmissível generalizar sem testar? Ou isso depende da cor partidária e das respectivas benesses e convocatórias para reuniões?

 

 

"Anomalia" obriga a contactar professores contratados que já concorreram 

 

"A Direcção-Geral da Administração Escolar reconheceu esta quarta-feira “a existência de uma anomalia” na aplicação informática disponibilizada para o concurso de cerca de 40 mil professores contratados.(...)"

com a casa a arder

25.07.12

 

 

 

A tradicional FNE negoceia uma réstia de sensatez. O número de alunos por turma não pode ser avaliado por quem não põe os pés numa escola há mais de 40 anos e equipara os grupos de alunos actuais com os que existiam nessa época e muito menos pelos radicais que nos querem pôr no caminho de Singapura.

 

FNE: aumento do número de alunos por turma será sujeito a avaliação