Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

sede

06.07.12

 

 

 

 

 

 

 

A ladainha da precariedade atingiu um pico inadmissível. A semana ficou marcada pelo outsourcing que se propõe pagar 4 euros à hora aos enfermeiros e hoje são notícia o voluntariado de professores, na câmara de Guimarães, como critério que se sobrepõe à graduação profissional para leccionarem AEC´s e a "exigência" curricular aos doutorandos bolseiros da FCT para leccionarem gratuitamente nas universidades.

 

O caso das AEC´s já tem uns anos e com remunerações semelhantes. São conhecidos os casos de dirigentes autárquicos que criram empresas para contratarem professores nesse regime e que faziam sabe-se lá o quê aos financiamentos que recebiam. É um lamaçal indigno, escusado e que tem na ganância e no chico-espertismo as únicas justificações.

 

Pode ser que a próxima vaga de indignados tenha outras consequências e depois queixar-nos-emos da incompreensão dos nossos jovens adultos.

 

Repito um pedaço de Gilles Châtelet (1998:69) sobre a democracia-mercado:

 

"(...)Jovens nómadas, amamos-vos! Sede ainda mais modernos, mais móveis, mais fluidos, se não quereis acabar como os vossos antepassados nos lamaçais de Verdun. O Grande Mercado é o vosso conselho de revisão! Sede ligeiros, anónimos, flexíveis, precários como as gotas de água ou as bolas de sabão: é a verdadeira igualdade, a do Grande Casino da vida! Se não fores fluidos, transformar-vos-ei rapidamente em pacóvios. Não sereis admitidos na Grande Explosão do Grande Mercado... Sede absolutamente modernos.(...)"

da indignação

06.07.12

 

 

O país escolar está a assistir a uma onda de indignação por parte de dirigentes do PS que se sentiram saneados no processo de agregação de escolas. O protesto já vai em cartas para a Assembleia da República, para os blogues e por aí fora.

 

Mas afinal aonde é que estavam estas pessoas quando, em 2009, se impôs o desmiolo em curso?

em defesa dos hospitais do oeste

06.07.12

 

 

 

 

Caldas da Rainha.

Praça 5 de Outubro.

7 de Julho às 21h00.

 

É uma causa justa. Como pode ler no blogue in concreto, o British Medical Journal, considera que existe um movimento suspeito de privatização do nosso sistema de saúde. Sublinha que o nosso SNS levou anos a construir e que foi considerado pela OMS como um dos melhores do mundo.

 

 

"... a suspicious sign of a progressive move towards the privatisation of Portugal’s National Health System, which took decades to build, and which some years ago was considered by the World Health Organization as one of the best in the world."