Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

três pianos

11.05.12

 

 

Acabei agora de ver na RTP2 (pode ver dois temas no vídeo que encontrei) o emocionante concerto para três pianos dos grandes Bernardo Sasseti, Mário Laginha e Pedro Burmester. Faz hoje uma semana que vi, em Valado de Frades, mais um inesquecível trio de jazz: Alexandre Frazão (bateria e não é por acaso que tocou com Sasseti e Laginha), Bernardo Moreira (contra-baixo) e Mário Laginha (piano). Tocaram temas, que encontra no youtube, da homenagem a Chopin e do álbum Espaço. É um dia muito triste para o jazz e imagino o ambiente no concerto do dia em Valado de Frades onde não pude estar e com muita pena.

 

governar

11.05.12

 

 

 

Há algumas reflexões fundamentais nestes tempos de globalização que devem ser consideradas pelas formas de governo nas mais diversas escalas. Há dias escrevi este post sobre a cultura de agrupamento a propósito do actual modelo de gestão escolar e lembrei-me de acrescentar a seguinte leitura:

 

 

"(...)Governar é permitir a coordenação temporal entre uma multidão de sujeitos, sistemas, sociedades e culturas que vivem num tempo plural. Do ponto de vista civilizatório tratar-se-ia, como propôs Mireille Delmas-Marty (2006), de ordenar o múltiplo sem o reduzir ao idêntico, de reconhecer o pluralismo sem renunciar ao direito comum, de unificar sem impor a fusão, de não entender a modernização das sociedades com base no nosso próprio modelo, de promover a unificação sem a entender como sinónimo de ocidentalização.(...)"

 

*Daniel Innerarity (2011:110).

"O futuro e os seus inimigos".

Lisboa: Teorema.

inesquecível

11.05.12

 

 

 (1ª edição em 9 de Abril de 2011)

 

 

O concerto do trio Alexandre Frazão (bateria), Carlos Barreto (contrabaixo) e Bernardo Sassetti (piano) foi soberbo e abriu, ontem, da melhor forma o JazzValado2011.

 

Há muitas possibilidades instrumentais para trios de jazz, mas a combinação escolhida é das que mais gosto de ouvir. Os temas faziam parte de um repertório que se iniciou em 1996.

 

É um trio que não se deve perder. Se me pusesse a eleger os melhores músicos para aqueles instrumentos, qualquer dos três seria uma das primeiras escolhas. O público esteve electrizante e em simbiose com os músicos. Tenho ideia que os encores se prolongaram por cerca de uma hora e isso diz tudo.

 

Pode ouvir o tema vagabundo.