Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

orçamento zero?

20.04.12

 

 

Por ironia, podíamos imaginar um país que cortaria salários e pensões até à totalidade, que exportaria os seus jovens adultos como mão de obra qualificada made in europa, que proibiria as crianças de nascerem e que consideraria incómodos, infernizando-lhes a vida, os habitantes que se atrevessem a ultrapassar os 65 anos. Nesse caso, a ânsia ideológica desse país que se consumava na delapidação financeira das classes média e baixa, talvez conseguisse resultados opostos aos esperados pelas revelações que beneficiaram as mentes dos seus governantes.

 

Receitas fiscais caem mais do que o previsto e agravam contas públicas

já havia história

20.04.12

 

 

 

Já havia História mais do que suficiente para que os eleitores tivessem aprendido que é elementar desconfiar de candidatos sem contacto com a realidade. Os erros de casting penalizam e a sua repetição resulta, normalmente, em tragédia.

 

A incompetência associada à soberba nunca dá o braço a torcer e, em regra, afunda-se com os países ou com as organizações ou então, e a exemplo do comandante do paquete italiano que se afundou recentemente, são os tais primeiros a saltarem do porão.

 

É nestes cenários que o oportunismo ligado à bajulação se pode tornar fatal por alimentar a ilusão de que tudo corre sobre rodas, mesmo que se saiba que a queda está imparável.

que paguem os do costume

20.04.12

 

 

Não sei quanto tempo durará este governo e concluo que não estou isolado. O respeito pelo cumprimento dos mandatos, dos Governos e dos outros patamares, são características dos Estados de direito e o nosso não o é. Por outro lado, não conheço o grau de sofisticação dos nossos governantes para os remeter para o maquiavelismo "científico". O que sei, e isso é objectivo, é que temos sido muito mal governados nas ultimas duas décadas (não vou mais atrás, porque tenho "vergonha" de falar dos 48 anos de ditadura; um povo que aguenta aquilo deve ter um qualquer problema de psiquiatria colectiva; aliás, nos últimos dias ando mesmo "envergonhado" com várias coisas que me rodeiam e que são da mesma família).

 

Não sei se o Governo articula as declarações para testar a reacção às palas ideológicas para além da troika que até o FMI já condena. O que suspeito é que os tempos inéditos não estão para brincadeiras. E não era bom que o povo, o tal que é mais informado do que nunca, concluísse que os garotos que só pensam nos seus interesses não têm emenda.

 

 

Ministra da Justiça não garante regresso dos subsídios de férias e Natal em 2015