Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

e se a espanha cair?

17.04.12

 

 

É a pergunta do momento: e se a Espanha for resgatada dentro de dias? Seja lá quando for, a ideia que fica é que empobreceremos ainda mais. Há, decerto, várias Madeiras no território ibérico.

 

Como terá que ajudar a Espanha, o euro não deverá "chegar" a Portugal e há receios fundados de que o nosso país tenha de abandonar a moeda única.

 

Tenho ideia que a Espanha não tem outra solução e o anterior chefe de Governo disse, com antecedência, que não se candidatava. Devemos elogiar as pessoas que saem pelo seu pé quando vêem que estão a prejudicar os países ou as organizações, mas na maioria dos países da Europa a corrupção alastrou-se e viveu quase impune anos a fio. E o pior é que parece esperar uma nova oportunidade para voltar na plenitude.

dos perigos da manipulação à génese do totalitarismo

17.04.12

 

 

 

Estamos num período, como outros na História, em que a qualquer momento podem aparecer personagens "salvadoras" que nos arrastem para ditaduras. O escrutínio deve ser uma palavra de ordem.

 

Há dias publiquei este vídeo em que o médico Matthias Rath denuncia os perigos que alimentam o actual Governo alemão. No mesmo post, a comentadora Maria José Andrade deixou um link ("Queda do médico que afirmava que as suas vitaminas curariam a SIDA") que mostra um lado demasiado polémico e tenebroso do mesmo indivíduo.

evidências

17.04.12

 

 

 

"A verdade - e a justiça - exigem calma, e no entanto apenas pertencem aos violentos". A frase que escrevi é de Georges Bataille e surge-me com frequência na memória.

 

Por vezes, surpreendemo-nos com a falta de cimento nos núcleos que se juntam apenas porque querem exercer, mesmo que de forma comprovadamente desqualificada, um qualquer poder e temos a tentação para, em desespero de causa, apontar mais num sentido. O que é sempre importante é fazer exercícios de memória. Em regra, encontraremos as componentes do frágil cimento espalhadas pelos diversos actores e percebemos que a mesquinhez dá as mãos à primeira oportunidade que encontra.

estado de direito ou de excepção?

17.04.12

 

 

 

Há já sinais suficientes para podermos afirmar que estamos na versão de excepção. No sistema escolar, que é aquele que conheço melhor, os atropelos começaram em meados da primeira década do milénio e fizeram escola. Desde a interrupção dos mandatos dos diversos órgãos das escolas até às ilegalidades mais elementares nas colocações de professores, na avaliação do desempenho e na gestão escolar, já assistimos a factos que há menos de uma década classificaríamos como impossíveis. Mesmo que os tribunais acolham os argumentos dos professores, há uma cultura que nem sei catalogar, talvez estado de excepção seja adequado, que atrasa os processos e que leva as pessoas a desistirem.

 

Tribunais dão razão aos contratados que exigem ser indemnizados

decisões positivas

17.04.12

 

 

 

Aberto o concurso 2012 de professores, confirma-se que as classificações da desmiolada avaliação do desempenho não serão contabilizadas. Para os professores do quadro isso nunca acontecerá e para os professores contratados a garantia resume-se ao concurso agora aberto e espera-se que se repita no futuro. Há, contudo, algumas burocracias a cumprir para os professores contratados.