Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

50% como ponto de partida?

21.02.12

 

 

O MEC lançou para a discussão uma proposta sobre os concursos de professores. São várias as questões polémicas. Uma delas, sobre as contratualizações nas ofertas de escola, exige a seguinte fórmula (em registo abreviado): 50% de valorização para a graduação profissional (classificação profissional (classificação académica mais estágio profissional) somada do tempo de serviço) e 50% para a entrevista ou avaliação curricular.

 

Tenho lido várias opiniões que defendem que a graduação profissional deve ter um peso ainda maior; estou de acordo com essas preocupações. Compreendem-se. O estado actual, em que as escolas realizavam editais de bradar aos céus, permitiu que as graduações profissionais fossem ignoradas. Mesmo que, como em muitos casos, os candidatos lesados tenham recorrido para os tribunais, é imperativo que a lei seja clara. Espera-se que o bom senso prevaleça.

 

Contudo, há uma conclusão que nos envergonha: o caciquismo está arreigado na nossa sociedade e as escolas não escapam ao flagelo.

 

A proposta diz assim:

 

6— São critérios objetivos de seleção a seguir obrigatoriamente, para os grupos de recrutamento previstos no Decreto-Lei n.º 27/2006, de 10 de fevereiro: 

a) – A classificação profissional nos termos da al. a) do n.º 1 do artigo 11.º com uma ponderação de 25%; 

b) – Um dos critérios, seguidamente identificados, com uma ponderação de 50%: 

i) Entrevista de seleção; 

ii) Avaliação curricular; 

c) Tempo de serviço (expresso em dias) após a profissionalização com uma ponderação de 25% 

7— Nos casos em que o critério escolhido seja o referido em i) ou ii) da alínea b) do número anterior, as ponderações a aplicar a cada item devem constar na aplicação eletrónica, para conhecimento dos candidatos.  

8 — São critérios objetivos de seleção, a seguir obrigatoriamente, para os técnicos especializados: 

a) Avaliação curricular com uma ponderação de 30%; 

b) Entrevista de seleção com uma ponderação de 35%; 

c) Experiência profissional na área com uma ponderação de 35%