Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

editorial (12)

05.02.12

 

 

 

 

 

Gosto de ter um blogue. Para além da liberdade de edição e de escrita, é um exercício exigente que me ajuda a dar sentido à existência. A linguagem exprime emoções, aconselha e organiza os nossos conhecimentos e o nosso mundo. 

 

Há momentos em que percebo alguma incompreensão com os critérios editoriais. É normal e saudável. Recebi, por exemplo, alguns mails a questionarem o facto de me ter esquecido de informar que Lurdes Rodrigues foi considerada arguida. Sinceramente, quero lá saber. A Justiça que faça o seu trabalho. Por outro lado, estarei disponível para testemunhar em defesa de um blogger que está a ser acusado injustamente por um jornalista que tem, veja-se lá, a citada ex-ministra como testemunha de acusação.

 

Este blogue continua a discordar em termos ortográficos e está muito longe de simpatizar com o discurso político de Vasco Graça Moura. Não aderi por falta de tempo e por questões estéticas. Não aprecio a leitura no novo registo e muito menos a escrita. Manterei o registo discordante.

 

Nesta latitude de posições livres, há uma desilusão que se tem apurado com o tempo e que me remete para a denominada blogosfera docente. Nos anos mais quentes, de 2007 a 2010, as nefastas políticas eram o seu denominador comum. Com a substituição da rosa debotada pela laranja amarga associada ao táxi-limousine, houve bloggers que evidenciaram de imediato uma parcialidade favorável às cores que nos governam e passaram a defender o que tanto criticaram. É certo que se vão descredibilizando, mas custa vê-los classificar de radicalismo o que outrora defenderam com denodo.

 

Manterei o registo que tem orientado a linha editorial deste blogue, que atingirá dentro de dias os 5000 posts e os 15000 comentários. Obrigado.

a blogosfera e a localização

05.02.12

 

 

 

É interessante verificar que a comunicação social regional não fica indiferente à blogosfera. Antes de ter criado o Correntes, escrevia com alguma assiduidade para a Gazeta das Caldas. Nos últimos oito anos o meu contributo foi muito reduzido. A edição de 3 de Fevereiro de 2012 publica uma peça da jornalista Natacha Narciso a propósito do concurso os melhores blogs de 2011; encontra-a aqui. Para memória futura, colo o texto e o pdf que me foi enviado. Tenho ideia que a imagem que escolheram foi retirada deste post do Paulo Guinote e refere-se a uma presença na Livraria Buchholz.

 

"Designa-se Correntes, pertence ao docente Paulo Prudêncio e foi distinguido como o Melhor Blog de 2011 na área da Educação, na sequência do primeiro concurso destinado a premiar as melhores propostas das várias áreas da Blogosfera.
Paulo Prudêncio, que já presidiu aos destinos da EBI de Sto Onofre, ficou satisfeito com a distinção. Reconhece que o objectivo do seu blog é, de facto, a educação, apesar de em 2004 ter criado o Correntes com o intuito de escrever sobre Cinema, Literatura ou Filosofia.
Só que a partir de 2006, com todas as convulsões que se operaram na Educação em Portugal, e sobretudo a partir do consulado de Maria de Lurdes Rodrigues naquela pasta, os seus posts bem fundamentados mereceram centenas de comentários e assim o blog foi ganhando dimensão nacional.
Hoje Paulo Prudêncio é frequentemente convidado para debates, conferências e programas de televisão. Num dos últimos debates esteve na Livraria Bucholz, em Lisboa, dividindo mesa com o ex-ministro da Educação, David Justino, e com o ex-director do Público, José Manuel Fernandes.
Paulo Prudêncio vive nas Caldas há 20 anos e é docente de Educação Física desde 1979. Também presidiu ao Conselho Executivo da EBI de Sto. Onofre durante vários anos e foi um dos protagonistas mais destacados quando os docentes daquela escola enfrentaram algumas medidas de Maria de Lurdes Rodrigues sobre o modelo de gestão. O autor do Correntes possui um mestrado em Gestão Escolar pela Faculdade de Economia de Universidade de Coimbra.
Sobre o seu blog diz que é uma plataforma portuguesa de reflexão, que busca o pensamento livre e que desta forma também exerce o seu dever de cidadania.
Paulo Prudêncio admite que este é um blogue que os que o acompanham consideram “corajoso” e “crítico-construtivo” e que ganhou maior elan sobretudo a partir das grandes manifestações de professores em 2007. Por outro lado, diz que Correntes também acolhe posts mais intimistas pois, no global, o blogue “é também um espelho do seu autor”.
Paulo Prudêncio considera que os leitores do Correntes o associam à docência e também às Caldas da Rainha.
Além de um local de reflexão, o docente ainda acrescentou que “nós, bloggers, notamos que podemos influenciar algumas decisões e até a agenda mediática”. E conta que actualmente são comuns os posts do seu Correntes serem transcritos em órgãos de comunicação social nacionais nas áreas destinadas aos blogs.
Paulo Prudêncio sente o peso da responsabilidade de ter um blogue tão comentado e respeitado e procura estar sempre à altura, buscando grande rigor e verificação factual. Procura também “não atingir o campo pessoal dos visados”.
O Correntes esteve a concurso “com outros blogues de muita qualidade” e o autor fez questão de dizer que entre os cerca de 15 mil comentários que o blog possui “não tenho uma deselegância”, rematou.
Esta foi a primeira vez que foi organizado um concurso para distinguir ós melhores blogs. A tarefa coube ao blog Aventar e houve um outro projecto ligado às Caldas que também foi distinguido. Miblogamucho (de Eva Garcia, ex-colaboradora da Gazeta das Caldas)."



pastelinhos de belém em digressão

05.02.12

 

 

O célebre grupo coral de Santo Onofre repôs, na belíssima Foz do Arelho, o ensaio cancelado no período de natal devido à ausência da maestrina Isabel Seno. Conforme está excelentemente documentado no blogue da Maria Filomena Ferreira, aqui, as vozes continuam apuradíssimas e a atmosfera correspondeu. Ainda recentemente o ministro da economia colocou o prestigio da marca no devido lugar.