Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

mozart na cozinha

14.01.12

 

 

 

São tantas as lojas que a coisa deve equivaler a uma multinacional e acrescentar ao currículo uma qualquer vantagem na selecção para Conselhos Gerais de EDP´s e afins. A entrevista que o fundador da maçónica Mozart dá hoje ao Público tem piada. O senhor toma como boas e naturais as seguintes ideias:"(...) Na Maçonaria, temos o dever de fraternidade. Se conheço bem uma certa pessoa, seja ela meu irmão ou amigo, e se, em igualdade de circunstâncias ela tiver capacidade para o desempenho de uma função, eu dou-lhe preferência.(...)" A uma pergunta sobre a selecção dos maçons, respondeu:"(...) Pensamos em colocar pessoas que potencialmente poderiam, de forma eficaz, transmitir os valores da democracia, tolerância e solidariedade.(...) para, um dia, se porventura viessem a assumir cargos de responsabilidade, pudessem transmitir esses valores. (...)"

 

Na mesma edição do jornal, Pacheco Pereira afirma:"(...) A questão vai mais longe do que o problema específico de corrupção, tornando-se uma questão que molda o establishment político. Tem a ver com a construção de uma máfia social e política que perverte a representação da democracia.(...)"

 

A democracia está em crise profunda e os parágrafos anteriores parecem explicar uma boa parte do que originou o estado de desgoverno a que chegámos.