Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

no auge do nonsense

04.10.11

 

 

A avaliação de professores relativa ao biénio 2009 - 2011 navega no momento de atribuição de pontuação final para todos e com aplicação das respectivas quotas. Há alguém, com uma réstia de sensatez, que afirme que a coisa tem uma pinga de rigor e de objectividade?

 

Numa fase em que o país só desespera por evitar a bancarrota - não haverá sequer reposição salarial quanto mais progressões na carreira -, não se percebe como é que os professores alinham nesta farsa e, em alguns casos, até conseguem pontuar com diferenças ou aplicar quotas. E ainda há uma maioria que se queixa, e se surpreende, com sei lá o quê. 

é raro, mas pode acontecer

04.10.11

 

 

Pedir a um especialista em algoritmos que exerça minas e armadilhas é arriscado. Sei do que falo: fui comando por imposição e especialista em minas e armadilhas por obrigação; confesso: ainda bem que não se verificou qualquer situação real. As actividades de implosão são delicadas e não permitem enganos. Parece, realmente, que estamos perante um caso raro no que se refere ao nosso MEC. A prometida implosão só está a acontecer - a continuar, claro - nas escolas e tudo indica que houve um erro de perspectiva ou quiçá no próprio algoritmo.

Imprensa estrangeira noticia corte superior a 600 milhões na educação após encontro com ministro