Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

da génese da bancarrota

07.06.11

 

 

A democracia mediatizada é um fenómeno por estudar. Todavia, a velocidade e a efemeridade são duas pedras angulares. Por falar em duos, introduzo uma parelha que me desgosta profundamente: os estados desgraçados do país e do nosso sistema escolar.

 

Esperava que a coreografia eleitoral terminasse na noite das últimas legislativas e que o país caísse na real. Estava enganado. Dos media mainstream aos outros, a ninguém escapa a estratosfera. A falência parece uma coisa de gregos e a lama é a única arma de arremesso. Os do novo poder alucinam-se num estonteante jogo de cadeiras, os da nova, e da menos nova, oposição só se comovem com a busca do futuro emprego e a declaração de bancarrota efectiva está num horizonte cada vez mais próximo.

da psicologia

07.06.11

 

 

Sabe-se que o desemprego é elevado na área da psicologia. Desde logo, porque a oferta de formação ultrapassa em larga escala a procura. É assim há anos e os legisladores e os governantes não têm sido sujeitos a um qualquer exame psicológico; e deviam ser. Digo mais: complementado pela passagem num detector de mentiras e pela certificação da ausência de estado febril na hora de legislar. Compreende-se a indignação dos taxistas.

 

Todos os taxistas vão ter de fazer exames psicológicos até Janeiro de 2012

icloud

07.06.11

 

 

 

OS X Lion é o nome do novo sistema operativo da Apple para os portáteis e computadores de secretária e o iOS 5 é o SO para os dispositivos móveis, o iPhone, o iPad e iPod Touch.

 

Uma das boas novidades destes sistemas é o conceito de icloud. A nuvem foi explicada assim por Steve Jobs:  “Tudo o que compro posso descarregar em qualquer aparelho sem encargos adicionais. É a primeira vez que vemos isto na história da indústria musical”, disse, citado pelo El País. O director-executivo explica que este conceito aplica-se a quialquer tipo de ficheiro. "Se se tem uma fotografia no iPhone, vai-se à nuvem e dali pode-se disponibilizar em todos os dispositivos. Não se tem que fazer nada, coloca-se simplesmente o conteúdo na nuvem e passa-se para todos os aparelhos. Calendários, correio e contactos converteram-se em aplicações na nuvem”, concluiu.