Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

fiz

24.04.11

 

 

Quem decide pela edificação de uma obra pública, toma a decisão através de um financiamento que não é seu, que normalmente requer um empréstimo ao exterior e que em muitos casos obedece a uma contratualização com interesses privados. É, portanto, qualquer coisa de descomunal conjugar a realização na primeira pessoa do singular e mais ainda se se provar a existência de promiscuidade com os interesses individuais.

 

Impressiona-me há muito o modo de ser que institui para os vindouros as despesas do presente.

 

Dito isto, temos uma breve explicação para a situação que vivemos e que o dia que amanhã comemoramos não merecia.

sem destino - road to nowhere

24.04.11

 

 

 

 

O realizador Monte Hellman assina um filme que me apetecia classificar como obra-prima. Na linha do genial Mulholand Drive de David Lynch, embora com uma inteligibilidade mais imediata, Road to Nowhere filma o teatro da vida com um argumento que requer atenção e que se assemelha muito ao tempo que vivemos.

 

Assistimos a um realizador que pretende filmar uma história de crimes e em que a actriz principal pode ser uma das protagonistas das ocorrências. Vemos tudo, mas cada espectador fica livre para construir os detalhes e o desfecho.

 

O Publico escreve assim:

 

"Mitchell Haven (Tygh Runyan) é um realizador que descobre o argumento perfeito para o seu filme na história verídica de dois amantes malditos: a jovem e belíssima Velma Duran e o político norte-americano Rafe Tashen, envolvidos num escândalo de fraude, que culmina no trágico suicídio de ambos. Mitchell, fascinado com o enredo e mais ainda pela personagem de Velma, encontra na desconhecida Laurel (Shannyn Sossamon) a encarnação da beleza e carisma que procura para a sua personagem central. Mas com o passar do tempo, e cada vez mais envolvido na trama, a linha entre a ficção e a realidade começa a esvanecer-se até dar lugar à tragédia. Primeira longa-metragem de Monte Hellman ("Duelo no Deserto ", "A Estrada Não Tem Fim ", "Iguana") em 20 anos. Um filme dentro de um filme que é, segundo o próprio, "um enigma impossível". "Cabe a cada espectador resolvê-lo sozinho."(...)".

 

 

 

 

 

também queremos lucros assim

24.04.11

 

 

 

O FMI acaba de anunciar lucros de milhões impulsionados pelos empréstimos à Grécia e à Irlanda. Esperam aumentar o pecúlio com a "ajuda" a Portugal. Se alguém disser que o mundo está a ser comandado por abutres financeiros, tem toda a propriedade para uma acusação tão radical. É bom que se explique até ao último detalhe o que move estas organizações. Se o lucro é legítimo numa lógica de mercado, continuam por explicar os resultados das receitas do FMI que pioraram as economias onde moveram as suas decisivas influências.

(con)fusão

24.04.11

 

 

O erro da criação de mega-agrupamentos terá uma pausa.

 

O amontoado de escolas é uma ideia que gera alguma poupança a curto prazo e que revela enormes prejuízos logo a seguir. Assumiu a característica das políticas educativas dos últimos anos: andar à deriva, ao sabor de maus tecnocratas e de spin´s feitos à pressa. Qualquer associação entre travões e PEC4 são apenas desculpas de quem perdeu de vez qualquer GPS.

 

Governo suspendeu processo de fusão de escolas

"O Ministério da Educação suspendeu o processo de fusão das escolas em 170 mega-agrupamentos. Segundo o “Correio da Manhã”, o chumbo do PEC 4 estará na origem da decisão do Governo.(...)"

da blogosfera - convite

24.04.11

 

Recebido por email:

 

Aproveitamos a celebração dos 37 anos sobre o 25 de Abril de 1974 para divulgarmos, no blog da APEDE, vários documentos históricos (boa parte deles inéditos) do período da ditadura do famoso PREC:

 
Se quiserem visitar o blog nos próximos dias, poderão empreender uma viagem da memória. Não custa nada e talvez ajude a pôr em perspectiva os tempos que estamos agora a viver.