Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

em directo

15.03.11

 

 

O acordo com os camionistas foi anunciado mesmo no final de uma entrevista em directo ao chefe do governo na SIC generalista. Como não sou nada dado a teorias da conspiração, vou lançar um outro dado que pode ajudar a pensar. Não pude estar em Lisboa, no sábado, para assistir à célebre manifestação e conviver com os meus colegas. Mas assisti, com interesse, à emissão dos três canais informativos do cabo: a SICN, a RTPN e a TVI24. O primeiro canal referido esteve tão distraído que nem imaginam. Estranhei a escassez de meios, considerando o histórico do canal.

 

Ah! É verdade, este post era sobre a entrevista ao chefe do governo.

tesouradas

15.03.11

 

 

 

 

 

 

Isabel Alçada afirma que o encerramento de escolas beneficia alunos e professores e que o país não está em condições de investir na área de projecto e no par pedagógico de EVT.

 

É preciso dizer que os dados disponíveis indicam que o fecho de escolas é polémico e que associa duas desvantagens: desertificação de vilas e aldeias do interior com crianças a percorrer dezenas de quilómetros diários e criação de amontoados de escolas, vulgo agrupamentos, que incompreensivelmente foram associados à megalomania e que retiram qualidade ao ambiente escolar.

 

A lucubração à volta da área de projecto e do par pedagógico deixa qualquer um estupefacto. O país não está em condições de investir no que existe há mais de dez anos? Francamente. Talvez agora se perceba a alusão que a ministra da Educação fez ao golfe das escolas privadas. Desculpem o momento humorado, mas um governo que corta a eito na Educação no mesmo dia que diminui o IVA para o golfe merece ser tratado de uma forma que não seja risível?

Educação: 400 escolas vão ser encerradas

"Isabel Alçada garante que encerramento de escolas «beneficia alunos e professores» e que é necessária a redução de professores de EVT.(...)" 

a rtp e o golf

15.03.11

 

 

A descida no IVA do golfe só me mereceu um comentário: "este país merece falir". Mas quando a televisão do Estado faz um trabalho como o que pode ver a seguir, só podemos acreditar que a nação faliu e há muito. E como ninguém queria mesmo acreditar, a RTP até pensou que fosse mais uma cedência aos bancos alemães.