Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

político facebook

03.02.11

 

 

Ligámos o televisor às vinte e uma e hoje ficou na sic notícias. Estou numa parte da casa onde não há a caixa que mudou o mundo, mas ouço o frente-a-frente moderado por Mário Crespo. João Soares tem tantos amigos pelo país e pelo mundo que me fez lembrar o facebook; e irritou-me. Não sei se isso é bom ou mau sinal.

semântica do desemprego

03.02.11

 

 

 

 

 

A redução curricular em curso até podia ter fundamentos pedagógicos. Neste momento, é óbvia a opção da macropolítica: cortar nos salários e no número dos funcionários públicos em detrimento dos impostos da banca ou do número de deputados (podem ser amendoins, mas os exemplos de cima mobilizam para a construção); e podia ficar aqui a noite toda a fazer o elenco.

 

Para os professores mais distraídos é bom recordar-lhes que tudo se resume a meia-década. Ou seja: o corte curricular vai começar por atingir inapelavelmente os contratados e depois se verá. Quando falamos de contratados não estamos a fazer referência a jovens em estágio integrado ou nos primeiros anos de serviço. São professores com mais de uma dezena de anos de serviço ininterrupto e que tiveram o azar de nascer meia-década depois.

 

São milhares os professores contratados. A sua precariedade consumou-se durante esta década. Os que podem, fogem do inferno relacional em que estão transformadas as escolas públicas (e as não "públicas" também, por suprema ironia de quem faz política a jogar com peões e em permanente campanha). Não tardará e a sua ausência será cruelmente notada. Há gente na estratosfera a brincar com o fogo.

no mínimo

03.02.11

 

 

"Haverá alturas em que nada podemos fazer para impedir a injustiça

mas nunca poderá haver uma altura em que desistimos de protestar."

 

ELIE WIESEL


Travar de novo o Ministério da Educação

03.02.11

 

 

Tenho a sensação que os professores vão, de novo, acordar.

 

Recebi um email com um link para este post que começa assim:

 

"Professores de escola de Setúbal respondem ao apelo da vizinha Escola 2.3 Luisa Todi e vão fazer contactos com outras escolas de Setúbal e Palmela com o objectivo de realizar um Plenário onde se abram caminhos que conduzam de novo ao Terreiro do Paço.(...)"